Motherboard

Conhecemos um entusiasta da criopreservação com 17 anos

O próximo vídeo iniciará em {s} segundos Clicar aqui para permanecer na página actual

O Matthew Deutsch é um adolescente, mas um adolescente incomum: quer ser criopreservado depois de morto para que no futuro possa, talvez, viver de novo. A criogenia é tão normal como dar sangue para pessoas com os mesmos princípios do Matt (embora a fiabilidade seja incomparavelmente menor) e há famílias inteiras que se candidatam a uma vaga numa destas cápsulas da imortalidade. A ideia é congelar o cérebro para que, no futuro, quando a tecnologia estiver à disposição dos cientistas, se possa voltar a viver, mesmo que noutro corpo ou com a ajuda de computadores. Conhecemos o Matt numa convenção sobre singularitarianismo em Nova Iorque e ele contou-nos como lhe surgiu a ideia e ainda que pretende levar os seus cães consigo.

 

Comentários