A Coronado só quer é festa

Por Ricardo Guimarães

Pois é, malta. Lembram-se desta mítica foto do primeiro arraial da CORONADO?


O Zézé está cá um pão, não acham?

A rambóia não ficou por aqui e eles continuaram com o mote de party-hard que iniciaram em Setúbal. Deram uma festa no Porto, que foi de arromba. O local escolhido foi a casa do Zézé, com a polícia a aparecer para beber uns copos com as bandas. A noite acabou com os gajos a dançar em tronco nu, ao som dos Greatest Hits do George Michael. Esta foto demonstra bem o espírito da festa:


Saudades de depilação.

Ainda bem que a polícia chegou a tempo e impediu esta pouca vergonha de tomar outros rumos. Felizmente, esta fase mais abichanada deste colectivo ficou para trás, porque os gajos empenharam-se em lançar a sua primeira mixtape. Podem ouvi-la na internet e à borla.


Aqui foi quando o GD e o Henrique apresentaram a mixtape no Curto Circuito. Nunca vi tanta alegria junta num só dia.

Para comemorarem este feito, adivinhem lá o que eles resolveram fazer? MAIS UMA FESTA! Ideias originais não faltam a estes gajos, devem ser fãs do Miguel Gonçalves, aquele tipo que passa a vida a bater punho.



A data está marcada. É já este sábado, dia 29 de Dezembro, no Primeiro Andar, que fica na rua das Portas de Santo Antão, n.º110, em Lisboa. A entrada é livre e as portas abrem cedo, por isso não se atrasem. Como sou um gajo porreiro fui bater à porta da CORONADO e chutar-lhes umas perguntinhas. 

VICE: Então, malta? A vida anda a correr-vos bem, mais festas do que vocês só o Hugh Hefner mesmo. Também se passeiam de robe pelos eventos com uma miúda em cada braço? Isto, claro, apesar de as vossas festas acabarem com gajos em tronco nu, o que é um bocado gay.
CORONADO:
Não encaramos a homossexualidade através do simples facto de te ires refrescar com os teus amigos ou amigas. Para além disso, todos são bem-vindos!

Eu não tenho amigos, portanto vamos passar à frente. Contem lá qual é o motivo desta festa. Ouvi dizer que lançaram uma mixtape um bocado incestuosa. Vocês não tem vida própria, nem namoradas, pois não?
As únicas mulheres das nossas vidas são as nossas mães, e a tua de vez em quando. Quanto à mixtape, decidimos pegar nas músicas uns dos outros e interpretá-las à luz de cada projecto. No fundo, estávamos entediados e fizemo-la só para aparecer na VICE.

Ei, não falas da minha mãezinha querida, ouviste? Bom, continuando: no fundo, o que é preciso para fazer parte da CORONADO? É preciso ser-se bom músico e boa pessoa? Ou basta apenas ser natural de cidades com nomes estranhos, tipo Maia ou Alverca?
Já temos pessoal da Maia, Hellverca e Boba-Deli. O único pré-requisito de fazer parte da CORONADO é seres fixe e teres vontade de fazer algo, muito basicamente.

Não há uma única banda na CORONADO com meninas. São uma grande família bear-friendly, é? Quer dizer, vocês até jibóias e dinossauros aceitam, não percebo a cena.
Essa constatação é uma mentira visto que temos a Ana Conda Miró, que colabora com o Jibóia em vários temas! E não percebo estares a bater com os tópicos relacionados com a homossexualidade. Tens algo para nos dizer, Ricardo? Já dissemos que todos são bem-vindos.

Pobre Ana Miró, está sempre a levar com festas da mangueira. Por falar nisso, o arraial que vocês deram em Setúbal teve um velhote grego ou lituano que começou a cantar com o JIBOIA a célebre música “Triki Triki Triki Triki Triki Mon Amour, Triki Triki Triki Triki”. Quando é que o convidam a fazer parte da CORONADO?
O gajo não responde aos mails! Mas, na verdade, fará sempre parte deste colectivo e estará presente em todos os nossos corações. Já agora, essa música chama-se “Velvet Morning” e é do Demis Roussous.

AH! Demis Roussos, essa lenda. Só podia ser dele a música. O que podemos esperar de vocês em 2013? Quando é que se dá a expansão mundial?
Em 2013, podem esperar mais acções colectivas da Coronado. De momento, já estamos a planear em termos conceptuais a próxima mixtape. Temos outras actividades em mente, não relacionadas tão directamente com a música, mas que visam explorar outras vertentes artísticas. Quanto à expansão mundial, se tiverem sítios para nós fazermos festas no estrangeiro, é só chamarem-nos!

Pois, já percebemos que gostam muito de festas. Já agora, quem é mais bonito e fofo: o Paulo André Cecílio ou o Ricardo Guimarães? Não tenham vergonha de dizer que é o segundo, eu também acho.
Desses dois, acho que nenhum. Conheces o Bartholomew Faraday? [Acho que é] bem mais gato.

Comentários