Há malta que acha que as crianças têm de aprender a amamentar

Por Chloe Cross



Ah, a infância. A altura das brincadeiras inocentes e a época ideal para comermos coisas que são, tecnicamente, classificadas de venenosas. Mas o consenso geral é que a actual geração de crianças está a perder o interesse nas coisas que realmente interessam, como pensar nos filhotes que vão ter dentro de 25 anos e, mais importante do que isso, reflectir sobre como irão alimentar essas mesmas crias com os seus mamilos.

Lembram-se daquelas bonecas adoráveis com que brincavam quando eram pequeninos? Aquelas a quem levavam a comidinha à boca e tudo mais? Acho que isso era uma ponte aceitável entre a infância e a maternidade (ou uma maneira satisfatória para saciar aquelas miudinhas que sentem a necessidade de cuidar de outras crianças), mas houve alguém que inventou uma maneira de evitar essa doce fase intermédia — que inclui a puberdade, o sexo, a gravidez e o dar à luz —, ao lançar uma boneca que vai mamar (e colar) nos mamilos das vossas filhas.

O pequeno humano usa um “babete fashion” (vou ali vomitar, já volto) com duas flores que substituem os mamilos. A “criança” pode, assim, ir passear pela cidade pendurada nos mamilos das vossas filhas (duplo vómito). Um brinquedo que encoraja a ideia de que as miudinhas têm órgãos sexuais activos é comparável a ensiná-los a amar os seus próprios pêlos púbicos ou a forçá-los a ouvir-vos explicar como é que se insere um tampão. Resumindo: nojento e desinteressante.

Para perceber que motivos é que podem levar alguém a inventar um boneco que permite às crianças amamentar na brincadeira, liguei à empresa que faz os brinquedos, a Berjuan Toys, e falei com um relações públicas anónimo. Percebi que eles acham que nós, os normais, é que somos as pessoas estranhas.



VICE: Ei, Senhor RP. Que merda de ideia para uma boneca vem a ser esta?
Senhor RP: A nossa boneca promove a noção de que a maneira mais saudável e natural para alimentar um bebé é através da amamentação. É importante que toda a gente saiba isto desde o início das suas vidas, logo o plano é tornar este ponto de vista normal, como uma experiência do quotidiano, porque vai ajudar a acabar com o tabu. Isto será bom para a próxima geração de bebés. E será bom para as mães e para a sociedade.

Por que é que eles precisam de fazer aqueles barulhos horríveis?
Bem, as crianças vêem as suas mães a amamentar os seus irmãos e imitam esse som de qualquer forma. Não é como se fosse um novo comportamento. Na verdade, o brinquedo só torna esse comportamento mais divertido. São pequenas e bonitas bonecas com uma função verdadeiramente importante. Por que motivo é que devemos fazer com que as raparigas esperem para aprender mais sobre a lactação? Os pais não devem querer que elas pensem que é algo repreensível ou vergonhoso. É somente a maneira mais correcta de alimentarmos um bebé, porquê esconde-lo das vossas filhas?

Isto começa a parecer uma reacção a uma conspiração anti-amamentação. Há alguma prova de que o boneco vai mudar, efectivamente, o comportamento das crianças na vida adulta?
O Doctor Toy, um dos grandes especialistas em brinquedos, aprovou a nossa ideia. Já ganhámos o Prémio de Escolha das Mães e as organizações de todo o mundo estão bastante satisfeitas com o produto. Temos milhares de testemunhos a dizer “uau, isto é fantástico". Acho que é só a surpresa inicial [que faz o público não gostar desta ideia]. Especialistas, médicos e organizações a favor da amamentação mostram 100 por cento de apoio ao nosso produto. As únicas pessoas contra o nosso brinquedo são aqueles que nunca pensaram bem sobre o assunto.

É justo. Mas continuo a achar o brinquedo desnecessário.

Comentários