O black metal a gostar de si próprio

Por Ana Rodrigues



Isto de colocarem uma menininha de franjindie a escrever sobre metal é uma coisa do outro mundo. Convenhamos: nós, as mulheres, preferimos um bom momento de spa a estar a ouvir música de corninhos e de relaxamento via headbang. Agora que já tenho a vossa atenção (e, daqui a alguns minutos, emails de ódio das feministas que se vestem de preto na minha inbox), posso dar-vos as boas notícias.

Arranca daqui a bocado, em Panoias, Braga, mais uma edição do Bracara Extreme Fest. E adivinhem lá? Vai ser extremo (ahah). Com os Beheaded como cabeças de cartaz, malta maltesa de brutal death, espera-se corninhos na mão direita. Não perceberam? Oram topem.



Mas não é só. Também há viagens espaciais com os Black Bombaim, acabados de regressar da digressão europeia.



O grindcore impróprio para cardíacos dos espanhóis Nashgul.



Um enterro doom com os franceses Funeralium.



E até as certezas portuguesas, como Mr. Miyagi, Killimanjaro, Malcriada, Besta, ou Local Trap.



O cartaz completo está aqui, bem como todas as informações. Aponta na agenda: hoje e amanhã, no diNAAMo de Panóias, em Braga. Se és metaleiro, ou aspirante a metaleiro (podes já começar aqui a treinar para o SWR Barroselas: os Agalloch já estão confirmados), não faltes. Depois conta como foi, mas toma uma dica: não te vistas de cor de rosa. És capaz de sobressair.

Comentários