Viagens

Fotos vibrantes que mostram como o Médio Oriente realmente é

O fotógrafo Ali Al-Shehabi está a tentar combater os estereótipos do mundo árabe.

Por Zineb Houssine
10 Julho 2019, 11:28am

Todas as fotos por Ali Al-Shehabi.

Este artigo foi originalmente publicado na VICE Arábia.

"Se me pedisses para descrever o Médio Oriente, eu diria que é uma região cheia de calor, cultura e amor", diz o fotógrafo Ali Al-Shehabi. E acrescenta: "Infelizmente, a imprensa ocidental escolhe retratar a região através de estereótipos estabelecidos. Por exemplo, a imagem do Dubai é frequentemente de super carros, alta tecnologia e prédios de luxo. Mas, há muitos mais valores que são muito mais importantes. Quero que as minhas fotos mostrem como é realmente a região".

Ali nasceu no Bahrein antes de a sua família se mudar para o Dubai quando tinha um ano de idade. Depois de acabar o ensino secundário, o jovem agora com 24 anos iniciou a licenciatura em engenharia de petróleo, mas acabou por desistir e mudou-se para Tóquio, onde estudou arte e media, antes de se formar em fotografia.

1542799081341-95890015-1

"Inicialmente, a minha fotografia concentrava-se em captar cenas de rua em Tóquio", diz Ali. E realça: "Mas, não tardei a perceber que muitas pessoas não tinham qualquer ideia sobre a cultura árabe, ou aquilo que entendiam era muito unidimensional".

Essa percepção inspirou-o a mudar o seu foco para mostrar às pessoas que o mundo árabe do dia-a-dia é muito mais colorido do que a maioria das pessoas imagina, com uma mistura saudável de influências modernas e tradicionais. No entanto, Ali reconhece que nenhuma imagem isolada pode representar uma área que alberga inúmeras nacionalidades. E, embora o seu trabalho muitas vezes pareça bastante positivo e nostálgico, o fotógrafo diz que não tem medo de tirar mais imagens controversas. Caso em questão: uma foto que tirou de um homem de tronco nu e boxers sentado ao lado de uma cópia do Alcorão.

1547561681548-real-ar-2

"Muitas pessoas consideraram a foto como um insulto ao Islão, porque o modelo não estava vestido e o Alcorão estava no chão - mesmo que não estivesse no chão, mas num pequeno cavalete de madeira", recorda. E realça: "As pessoas não paravam de postar comentários odiosos nas redes sociais. Alguns pediam a Deus que me perdoasse, como se eu tivesse matado alguém, enquanto outros diziam: 'Respeita o Alcorão, seu filho da puta'".

Ali, na verdade, pretendia que a foto invocasse lembranças do seu pai, que tinha perdido ainda muito jovem. "O meu pai costumava trabalhar aos sábados e eu acordava com ele a ler o Alcorão enquanto se preparava para o trabalho", conta. E sublinha: "Há muitos detalhes na foto que me lembram dele. Por exemplo, a minha mãe colocava flores e café no momento em que se preparava. São detalhes como aqueles representados na cena".

Os seus seguidores no Instagram não foram os únicos a oporem-se à imagem - todas as galerias de arte que abordou recusaram-se a exibir a foto. "Foi decepcionante. Assumi que eles entenderiam a foto como arte", diz.

Apesar dos desafios, Ali está confiante de que tem mais fãs do que críticos - um facto evidenciado, afirma, pela facilidade em encontrar "pessoas inspiradoras dispostas a sair das suas zonas de conforto" e servirem de modelos nas suas sessões. "A maioria das pessoas de quem me aproximo está feliz por se envolver no projecto, porque percebem que representa algo de diferente", garante.

O fotógrafo planeia agora enquadrar todo o seu trabalho num projecto único, "Do Médio Oriente ao Mundo", que não se concentrará apenas em retratar a vida quotidiana na região, mas também em destacar histórias de como é ser jovem nessa mesma região. "Há muita gente que está cega pela representação dos media da cultura árabe. Espero que o meu trabalho possa mudar isso", conclui.

Abaixo podes ver mais fotos de Ali Al-Shehabi. Para uma selecção completa do seu trabalho, espreita o site.

1547561895178-real-ar-3
1542799278858-set-up
1542798990410-Ali255
1542799022143-95890001
1542799152057-alishihai
1542799579787-Ali141
1547557974133-real-ar-1

Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.