O novo clipe do Ema Stoned é uma viagem no espaço-tempo

Trio experimental libera o single "Proxima b", acompanhado de curta-metragem viajadão dirigido pela guitarrista Alessandra Duarte.
30.6.17

Nesta sexta-feira (30) de Greve Geral Brasil a fora, a Ema Stoned, que agora é oficialmente um trio, lança o single/curta "Proxima b". Dirigida pela guitarrista Alessandra Duarte, a obra tem inspiração no exoplaneta de mesmo nome do som e que pode ser o próximo local que a humanidade vai ocupar depois da Terra ir pro saco. Você confere o vídeo no player acima, e a faixa no player abaixo, tudo com exclusividade aqui no Noisey.

Publicidade

De início, podemos achar que o vídeo é uma brisa só, mas não é bem por aí. Rolou um roteiro que foi criado de um modo meio aberto, para que existisse um espaço para experimentação e ressignificação, explica a baterista Jéssica Fulganio. "A ideia geral foi de trabalhar em cima de algumas experimentações do trabalho de arte visual da nossa guitarrista, Alessandra — que trabalha principalmente com pintura — com imagens da banda tocando e imagens em VHS de quando éramos crianças. Como a música se chama 'Proxima b' e tem uma sonoridade bem espacial, veio a ideia de criar uma viagem pelo espaço em busca de um novo planeta habitável, com isso surgiram as imagens de arquivos públicos da NASA. Chegando nesse planeta, o vídeo vai ficando cada vez mais denso aonde noções de tempo e espaço se misturam e o presente, passado e futuro passam a coexistir. Dentro disso existem várias mini narrativas, mas a intenção foi de fazer um vídeo experimental e aberto para as pessoas criarem suas próprias histórias".

Mais experimental e aberta à improvisação, a música é a mais longa já lançada por elas e pode fazer parte do próximo disco do trio, junto com "Emanuelle". "Conforme a gente tem tocado mais juntas estamos nos permitindo cada vez mais deixar o som nos guiar e não se preocupar mais tanto com um formato de canção, ou trabalhar em cima de uma composição fixa. Isso gera um espaço mais democrático de criação, em que cada uma de nós pode ditar o caminho da música em momentos diferentes", conta Alessandra.

Arte do single por Lígia Milagres.