Publicidade
Saúde

As tuas ressacas estão mesmo a piorar com a idade

E não é só por causa do teu fígado estar a ir desta para melhor.

Por Maggie Puniewska
04 Outubro 2017, 11:15am

Este artigo foi originalmente publicado na nossa plataforma Tonic.

Já deves ter reparado que a cada aniversário que passa, conseguir sair ileso de uma noitada de copos parece ser cada vez mais e mais difícil. Um dia és o rei ou a rainha da festa e, ainda com o álcool a circular nas veias, até consegues ir correr na manhã seguinte, no outro já quase não consegues abrir os olhos depois de vomitares os gins tónicos que aviaste na noite anterior. Nem que te pagassem saltavas da cama para a corridinha matinal.

Culpares o teu corpo agora mais maduro por esse... bom, downgrade pode dar a ideia de que queres fugir à responsabilidade, mas, afinal, é mesmo uma desculpa válida. Apesar de não haver muita investigação sobre porque é que beber parece tornar-se mais pesado para o teu corpo com o passar dos anos, há algumas teorias.

"Uma hipótese é que há menos enzimas no fígado, ou que essas enzimas não funcionam de maneira tão eficiente à medida que envelhecemos", diz George Koob, director do Instituto Nacional de Abuso de Álcool e Alcoolismo (NIAAA) dos EUA. E acrescenta: "As enzimas são responsáveis por metabolizar o álcool e ajudar a tirá-lo do nosso sistema, portanto, pode significar que o álcool acaba por permanecer no corpo durante mais tempo, prolongando assim a ressaca". Um estudo descobriu que, à medida que os ratos envelhecem, têm menos glutationa, um antioxidante que ajuda a desintoxicar o álcool. É possível - mas ainda não confirmado - que algo semelhante aconteça nos seres humanos.

Mas, não é apenas o fígado. Com os anos a somarem-se, o nosso corpo muda de vária smaneiras que têm um impacto directo na forma como o álcool é processado. "Indivíduos mais velhos têm menos água no corpo, portanto menos volume em que substâncias como o álcool podem circular", explica Stephanie Yarnell, professora da Escola de Medicina de Yale. "Esse factor pode levar a uma concentração maior de álcool no sangue".

Depois temos o cérebro, que também não é imune ao envelhecimento. "Acho que a ressaca é um mini síndrome de abstinência", diz Koob. E detalha: "Quando és jovem, o teu cérebro tem mais plasticidade, o que permite uma recuperação mais rápida. Isso significa que o período de síndrome de abstinência é mais curto. Mas, quanto mais velho, mais o cérebro vai perdendo a plasticidade, levando a um síndrome de abstinência mais longo".

Além de tudo isto, as pessoas tendem a tomar mais medicamentos quando envelhecem e misturar esses medicamentos e álcool pode dar mau resultado. Koob alerta: "Anti-ácidos, como ranitidina e cimetidina, podem aumentar a concentração de álcool no sangue e a bebida pode amplificar os efeitos colaterais de sedativos, por exemplo". De qualquer maneira, vais acabar por te sentir pior. (Dica importante: se estás a tomar qualquer medicamento, é sempre bom consultares o médico sobre os efeitos do álcool ingerido juntamente com a medicação)

Koob diz que o NIAAA planeia estudar qual é exactamente o impacto da idade na resposta do corpo ao álcool, já que não há muitos dados sobre o tema No entanto, investigações já descobriram que encontrar adultos mais velhos para participarem neste tipo de análises pode ser um desafio, porque tendem a ter menos confiança e a estarem menos abertos a que outras pessoas investiguem o seu estilo de vida.

Por outro lado, temos de ter em conta, como é óbvio, que as pessoas não têm por hábito deixar de beber depois dos 20 anos: uma investigação recente da Gallup descobriu que 67 por cento dos norte-americanos entre os 18 e os 34 anos bebem e que 72 por cento das pessoas entre os 35 e os 54 anos bebem. Enquanto os estudos não nos oferecem mais detalhes, uma coisa é certa: podes continuar a culpar a idade por essa vontade crescente de fechar as janelas e tomar uma caixa inteira de Gurosan - ou de qualquer que seja o teu pós-veneno favorito -, depois de uma daquelas noitadas épicas.

Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.

Tagged:
drinks
ciencia
noite
alcool
ressaca
pesquisa
festa
Tonic
Sociedade
vida adulta
investigação
estudo
corpo humano
vida saudável
ressacas
noitada
Copos
idade
depois dos 30