Cultura

Woody Harrelson vai ser o pioneiro do LSD Timothy Leary numa nova mini-série

Adaptada do livro "The Most Dangerous Man in America", a série centra-se no início dos anos 70, quando o ícone da contracultura era um fugitivo procurado pelo FBI.
20 June 2019, 9:49am
Timothy Leary e Woody Harrelson
Fotos via Wikicommons.

Este artigo foi originalmente publicado na VICE US.

mais de uma década que Woody Harrelson tem sido o favorito para interpretar Ken Kesey na extremamente atrasada adaptação de Gus Van Sant de The Electric Kool-Aid Acid Test. Mas, entretanto, parece que o actor decidiu agarrar a oportunidade de interpretar outro pioneiro do LSD e acaba de assinar contrato para entrar na pele de Timothy Leary numa nova mini-série.

Na segunda-feira, 17 de Junho, o Deadline anunciou que Harrelson irá protagonizar uma adaptação do livro de Bill Minutaglio e Steven L. Davis, The Most Dangerous Man in America, sobre os tempos de Leary como fugitivo do FBI, no início dos anos 70. O guião está a cargo de Luke Davies, o tipo por detrás da recente adaptação de Catch-22 da Hulu, que, com Harrelson, será também o produtor executivo.

O projecto parece bastante natural, uma vez que a vida inteira de Timothy Leary parece ter sido preparada para um tratamento biográfico, desde as suas primeiras experiências com psicadélicos enquanto professor de psicologia de Harvard no início dos anos 1960 e mais além. O famoso Projecto de Psilocibina de Harvard acabou por levar à sua expulsão da Universidade, portanto ele mudou a operação para Zihuatanejo, no México, até que o governo mexicano também o expulsou e Leary acabou por se instalar numa grande mansão no interior de Nova Iorque, até o FBI começar a invadir-lhe a casa e, bem, percebes a ideia.


Vê o primeiro episódio de "Hamilton's Pharmacopeia"


O homem era um ícone da contracultura, que conseguiu consistentemente irritar o establishment durante quase toda a segunda metade do século XX, mas nenhuma das suas façanhas foi tão louca como a sua infame fuga da prisão e consequente viagem pelo Mundo como um fugitivo, portanto faz sentido que a série se concentre nesse capítulo particularmente alucinante da sua vida.

Em 1970, depois de Leary ter sido condenado a 10 anos de prisão por acusações de posse de erva, Leary engendrou uma fuga da prisão com a ajuda da organização Weather Underground e passou quase dois anos e meio na estrada, escondendo-se com os Panteras Negras na Argélia e, eventualmente, tendo fugido de Nixon e do FBI pela Europa e pelo Médio Oriente, onde foi finalmente apanhado, no Afeganistão, em 1972.

Até agora, ainda não há nenhum canal ou plataforma de streaming ligada a The Most Dangerous Man in America, mas com este tipo de material, não deverá tardar muito até alguém lhe pegar. Harrelson e Davies teriam que se empenhar muito para conseguirem arruinar a coisa. Por outro lado, esperemos também que sirva de inspiração a Gus Van Sant para finalmente fazer acontecer o The Electric Kool-Aid Acid Test.


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.

Publicidade