FYI.

This story is over 5 years old.

Fotos

Fogo do Alto

Com balões cheios de fogos de artifício caseiros, o Festival Tazaungdaing é uma das festas mais lindas e perigosas do mundo.
15.1.15

No final do oitavo mês do calendário birmanês, quando a lua está cheia, os locais do estado de Shan se reúnem na cidade de Taunggyi, para lançar centenas de balões cheios de fogos de artifício caseiros no Festival Tazaungdaing, que marca o final da temporada de chuvas.

Apesar de ser conhecido como um dos eventos mais espetaculares da região, esse também é um dos espetáculos mais bizarros do mundo, com rodas-gigantes movidas manualmente, jogos curiosos de parque de diversão e shows cruéis com animais. Os balões explosivos podem desmoronar, o que pode ser bem perigoso para os milhares de espectadores que vêm ao festival – ano passado, quatro pessoas morreram e 12 ficaram feridas durante a celebração. As fotos seguintes mostram o ponto alto de uma das festas mais lindas e perigosas do mundo.

Uma vendedora segura a filha enquanto espera clientes em sua barraca.

Um balão prestes a ser lançado.

Um balão com fogos de artifício toma o céu.

Baloeiros celebram o sucesso no lançamento do balão de sua cidade.

Um grupo de baloeiros birmaneses coloca velas em um balão.

Um grupo coloca uma cauda de velas em um balão.

Um homem inspeciona os fogos de artifício caseiros que serão usados na parte de baixo do balão.

Homens usam tochas para aquecer o ar e inflar um balão.

Um bombeiro vê um balão que falhou no lançamento pairar perigosamente acima de um caminhão.

Um caminhão de bombeiro usa seu canhão de água para desinflar um balão que falhou no lançamento.

Espectadores comemoram enquanto os fogos de um balão explodem no chão abaixo dele.

Um jornalista procura cobertura enquanto os fogos de um balão explodem no solo.

Mãe e filho atravessam o festival enquanto fogos de artifício explodem em volta deles.

Homens escalam uma roda-gigante movida manualmente, usando o peso de seu corpo para girá-la.

Philip Heijmans é um jornalista freelance que trabalha atualmente em Rangum, Myanmar.

Tradução: Marina Schnoor