Publicidade
Viagens

No Japão podes ​nadar numa piscina de vinho tinto

Tóquio, a capital mundial do entretenimento, onde o aborrecimento é impossível.

Por Chris Maggio
04 Dezembro 2015, 1:26pm

Fotografia por Chris Maggio

Este artigo foi originalmente publicado na VICE USA.

Tóquio, a capital mundial do entretenimento, onde o aborrecimento é impossível. Seja enfiares-te num salão de jogos cheia de máquinas, tomares conta de um animal de estimação virtual no teu telemóvel, ou ires a um bar de peluches, o entretenimento pessoal é à discrição e pode materializar-se das mais variadas formas. Mas, apesar da lista inesgotável de opções lúdicas, parece também existir no Japão uma disciplina de silêncio; um código que exige que a diversão deve ocorrer antes e depois das tuas obrigações diárias.

É por causa dessa mentalidade que determinados tipos de "escapadinhas" têm mais êxito no Japão que, por exemplo, nos Estados Unidos. As águas termais, ou termas, (Onsen, em japonês) são um dos destinos favoritos dos japoneses. Com mais de 25 mil termas naturais no País, as áreas geotérmicas locais abastecem três mil spas.

As termas, não só as naturais, mas também as artificiais, têm todo o tipo de tamanhos e variedades. Os Onsen tradicionais são uma variedade de piscinas de pouca profundidade, onde homens e mulheres sem roupa desfrutam e relaxam da rotina diária. Mas separados. Aqui encontram jacuzzis, cascatas e águas rejuvenescedoras percorridas por correntes eléctricas de fraca intensidade.

Numa recente viagem a Tóquio apareceu-me no radar a possibilidade de banhar-me num Onsen temático. Uma amiga e eu decidimos visitar o Hakone Kowakien Yunessun, um hotel familiar situado a duas horas da capital e onde podes nadar em tanques de chá verde, café, vinho tinto ou saké.

Elena numa piscina gigante de chá verde.

Como em qualquer outro Onsen, as tatuagens visíveis estão proibidas em Yunessun. Vi muitos braços, tornozelos e cóccix de mulheres tapados. Se vais a Yunessun e tens uma tatuagem muito grande, és obrigado a usar uma camisola branca de spandex para cobri-la e não a podes tirar enquanto estiveres dentro das instalações.

Um guarda do spa mantém a ordem.

Enquanto outros spas tradicionais permitem a nudez total nas suas águas termais, estar nu não é permitido em Yunessun e, por isso, homens e mulheres podem desfrutar juntos das piscinas de chá verde, café, saké, ou vinho tinto. Muitos adultos alugam uma espécie de ponchos de tecido para vestirem quando estão fora da água. Um uniforme que faz com que todo aquele lugar dê ares de culto aquático.

Rodeo Mountain e o seu lago de chá verde.

À medida que avançávamos para a secção "Yutopi", passámos pela secção "Deus do Mar Egeu", uma piscina gigante rodeada por um imponente mosaico com temas gregos. Logo a seguir ao mar falso, encontrámos o "Rodeo Mountain", um grande penhasco artificial com um escorrega pelo qual as pessoas deslizavam em direcção a uma piscina de chá verde. Dentro da estrutura oca há uma gruta onde os jovens universitários japoneses se entretêm a disparar selfies.

Em "Yutopia" havia águas agitadas com toda a espécie de líquidos tradicionais considerados "bons para a pele". Apesar dos banhos de saké e café, a piscina de vinho tinto pareceu-nos a opção mais óbvia para uma experiência de relaxamento total.

Spa de água com vinho e cloro.

Acima de uma piscina de água púrpura bastante turva há uma garrafa gigante de Merlot que verte o vinho diluído num tanque do tamanho de uma mini-van. Entrámos nas águas coloridas e carregadas de álcoo, e logo a seguir entrou um rapaz com uma bolsa selada com fita adesiva.

Parecia uma garrafa grande de detergente. De repente começou a atirar vinho tinto a todos os que estavam na piscina, incluindo um recém-nascido. A mãe do bébé cobriu-lhe os olhos enquanto o vinho lhe caía na boca. Todos lambemos o álcool barato de supermercado que nos escorria pelas caras, apesar dos avisos do rapaz que nos gritava num inglês sofrível: "Não Beber!".

Na recta final deste dia no spa, decidimos experimentar uma das águas termais mais tradicionais. Ao chegar à piscina vimos uma adolescente com outro adolescente gordinho vestido com uma camisola de spandex, entretidos numa sessão de sexo na parte mais rasa do tanque

A gruta.

Observámos e esperámos.

Quando o casal finalmente terminou entrámos na água para finalizar o dia. Como tantos outros casais, optámos apenas por sentar-nos na borda da piscina, em silêncio absoluto.

Vê outros trabalhos fotográficos de Chris Maggio em ChrisMaggio.biz.


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.