Publicidade
Actualidade

Bolsonaro continua a envergonhar-se publicamente ao mostrar que não sabe fazer flexões

Isto tem vindo a acontecer regularmente desde 2017.

Por Marie Declercq
20 Junho 2019, 11:15am

Tudo normal por aqui. Foto via.

Este artigo foi originalmente publicado na VICE Brasil e parcialmente adaptado ao português europeu.

Flexões de braços são um óptimo exercício. Fortalecem os músculos do abdómen, ombros e peitoral. Se forem bem feitas, conseguem resultados rápidos e visíveis. São também o exercício que muitas pessoas gostam de praticar em público para provarem que a sua condição física está óptima e que estão sempre, sempre prontas para desviar um míssil com as próprias mãos, como fez Dwayne Johnson num dos 40 filmes da saga Velocidade Furiosa. E um homem que faz flexões em público com uma certa frequência é o Presidente da República brasileiro, Jair Messias Bolsonaro.

O problema é que Bolsonaro não sabe fazer flexões de braços. E provou-o de todas as vezes que fez questão de praticar o exercício em público. A 12 de Dezembro de 2018, o então recém-eleito capitão na reserva quase matou de susto todas as famílias de bem nos grupos de WhatsApp ao arriscar-se a fazer flexões, mesmo depois de ter levado uma facada na barriga e andar de um lado para o outro com uma bolsa de colostomia que lhe foi colocada na sequência do atentado.

Numa visita ao COT (Comando de Operações Táticas) da Polícia Federal, Bolsonaro colocou um joelho no chão, deixou a outra perna esticada e fez rapidamente uma corruptela da flexão de braços.

Para ser justa, Bolsonaro tinha levado uma facada não muito tempo antes, em Setembro de 2018. O que significa que estava todo cheio de pontos, portanto a sua performance de força e destreza masculina desenvolvida no exército não estaria a 100 por cento naquele dia. Afinal de contas, conseguirias tu fazer uma flexão de braços perfeita se estivesses na mesma situação?

1560964018131-Screenshot_2019-06-19-BOLSONARO-FAZ-FLEXAO-DE-TERNO-EM-VISITA-A-TROPA-DE-ELITE-DA-PF-YouTube
Um utilizador do Youtube, inclusive, fez um comentário carinhoso sobre a situação do presidente.


Não seria justo avaliar a performance de uma pessoa nestas condições. Mais. Ele recusou-se a participar em todos os debates e eventos que exigissem dele algo mais do que fazer o gesto da pistola, mas, mesmo com a saúde em cheque, Bolsonaro achou por bem mandar aquela flexão casual só para não perder o hábito. Corpo saudável é essencial para o Chefe do Executivo.

Porém, Bolsonaro possui antecedentes criminais na religião do fitness. Isso é o que ESTE vídeo gravado em Junho de 2018 prova ao júri musculado aqui presente:

Um grande problema nas flexões de braços de Bolsonaro é que o autor resolve sempre fazê-las na presença de pessoas que, de facto, sabem como executá-las da forma correcta. E esse é o pior erro de uma pessoa que quer fazer algo mal feito. No vídeo acima, é evidente que, mesmo em boas condições de saúde (foi antes da facada), o político pratica as famosas “pescoçadas” em vez de descer e subir o tronco com a ajuda dos braços.

Enquanto os presentes sobem e descem a contar em voz alta as flexões, Bolsonaro dá uma pescoçada e uma leve descida de corpo, movendo mais os seus cabelos do que qualquer outra coisa. Faz até uma batota na última flexão.

Bolsonaro é tão mau a executar o exercício que até o seu filho, Flavio, publicou um vídeo em 2017 em que se vê o pai a tentar fazer flexões ,com o título “Pagando 10 flexões e o Jair Messias Bolsonaro pescoçando! rs #oquevaleéaintenção #10peloBrasil”.

Não sabemos se Flavio passou 10 dias trancado na cave depois do comentário, mas ele está certo: Bolsonaro só sabe "pescoçar". E, ainda por cima, tem essa mania de dizer “pra cima” que é meio constrangedora. No mesmo ano, o político fez uma visita à Guarda Municipal de Londrina (PR), onde, mais uma vez, convocou todos os presentes para fazer 10 flexões.

Talvez Bolsonaro não saiba o que é uma flexão de braços stricto sensu. Talvez ele reproduza outro tipo de exercício para fortalecer o pescoço, pensando que se trata de uma flexão de braços. Bolsonaro, porém, passou quase 11 anos dentro do contexto militar onde este exercício é o mais comum possível. Além disso, qualquer filme de guerra tem a cena do superior psicopata a mandar alguém fazer 10 flexões ao lado do beliche. Ou seja, tudo indica que Bolsonaro sabe exactamente o que é uma flexão. Sabe tão bem o significado disciplinar, viril e militar que o invoca sempre que está entre homens.

Às vezes, precisamos de um tempo para aprender com os nossos erros. Olhar para o horizonte, beber um chá e avaliar as nossas atitudes. Talvez Bolsonaro tenha ouvido críticas construtivas de colegas e, finalmente, decidido que devia parar de fazer flexões de braços a cada oportunidade, até porque ele é um homem que levou uma facada na barriga e tem prioridades maiores como proibir a tomada de três pinos, as cadeirinhas de bebés em carros e armar cada cidadão brasileiro que seja possível armar.

Mas, claro que não.

Na manhã do dia 19 de Junho de 2019, Bolsonaro e o governador João Doria fizeram uma visita ao Centro de Treino Paraolímpico Brasileiro, na zona sul de São Paulo. Aproveitando o tema “desportos”, a presença de jovens da Polícia Militar de SP, as câmaras e uma alta concentração de testosterona, Bolsonaro fez o que a sua natureza de homem de bem manda. Desafiou o governador para 10 flexões em 20 segundos. À sua maneira, claro.

Ao seu lado, o governador Doria (também conhecido como o Patrick Bateman brasileiro) fez a série de flexões com uma perfeição e agilidade impressionantes, quase como uma máquina übermensch movida a suplementos da Ultrafarma. Heleno também, apesar de ser mais velho e, tão vermelho como o presidente, desceu e subiu na posição correcta. Já Bolsonaro, evoluiu das "pescoçadas" para um estranho movimento de costas que, a qualquer momento, parece que vai resultar numa hérnia discal ou num derrame.

O presidente do Brasil já não é um jovem como a sua esposa Michelle Bolsonaro, sabemos disso. A sua saúde está fragilizada, o stress está a mil, o Senado não aprovou a reforma da previdência, nem a flexibilização de porte de arma e, afinal de contas, ele levou uma facada. Contudo, porque é que um presidente cuja plataforma eleitoral está obcecada com a virilidade e piadas de pénis, se submete tanto a demonstrações fracassadas de força em público? Essa lógica nunca saberemos. Esperamos apenas que o presidente saiba que fazer flexões na posição errada pode causar problemas de postura.


Segue a VICE Portugal no Facebook , no Twitter e no Instagram .

Vê mais vídeos , documentários e reportagens em VICE VÍDEO.