Noticias

Evangélicos protestam contra muçulmanos no Rio

Em Ipanema, manifestantes carregavam cartazes com palavras de ódio à religião islâmica.
Reprodução / O Globo.

Munidos com cartazes dizendo que o Alcorão é "guia de estupro e assassinato", manifestantes evangélicos protestaram contra muçulmanos e o Islã no sábado (12), na praia do Arpoador no Rio de Janeiro.

Vestidos de preto, os evangélicos de uma igreja do bairro de Santo Cristo percorreram a orla de Ipanema para repudiar a prática do islamismo. Em coro, o grupo de manifestantes entoava que muçulmanos são "assassinos", "pedófilos" e "terroristas".

Leia: Marcha anti-imigração termina em violência

No mesmo dia, cariocas apoiaram o vendedor de esfiha Mohamed Ali. O refugiado sírio foi hostilizado na sexta-feira (4) por outros ambulantes que agrediram verbalmente e atacaram o carrinho de esfihas de Mohamed.

No novo texto da lei de imigração no Brasil, como informa a EBC, está a garantia ao imigrante da condição de igualdade com os nacionais, a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade e o acesso aos serviços públicos de saúde e educação, bem como registro da documentação que permite ingresso no mercado de trabalho e direito à previdência social.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.