Fotografar as famílias que vivem nas favelas do Rio de Janeiro

FYI.

This story is over 5 years old.

Viagem

Fotografar as famílias que vivem nas favelas do Rio de Janeiro

O último projecto de Antonello Veneri, retrata as casas e as vidas dos habitantes de 16 favelas do Rio de Janeiro.
1.10.15

Fotografias de Antonello Veneri

Há dois anos atrás, nasceu Interiores da Maré – um documento fotográfico sobre uma das comunidades mais fascinantes e problemáticas do Rio de Janeiro, Complexo da Maré.

Desde Agosto de 2013, e com a ajuda do músico e productor cultural Henrique Gomes, desenvolvi este ensaio fotográfico centrado nas casas das pessoas que vivem nestas 16 favelas.

Porquê fotografar o interior destas casas, neste bairro? Sobretudo porque mais ninguém o fez – talvez porque a ideia de retratar pessoas no interior dos seus lares pareça tão simples e óbvia. Há montes de fotografias que mostram as fachadas destas casas, as estradas e as dinâmicas dos espaços públicos, mas imagens de famílias nas suas casas são bastante raras. Este ensaio não fala apenas das histórias destas famílias em particular, mas sim sobre a evolução do núcleo familiar brasileiro, como um todo. Com este projecto pretendo fotografar 100 famílias até 2016.

Publicidade

Em setembro inaugurou-se a exposição de Interiores da Maré no Travessias 4, um dos eventos culturais mais importantes da cidade. Algumas das fotografias estarão também expostas nas ruas das favelas. Todas as imagens serão impressas em tamanho real, porque é importante que as pessoas possam ver cada detalhe – e também porque existem inúmeras realidades dentro destas comunidades. Existem famílias convencionais, casais gay, mães solteiras, famílias matriarcas, de tudo um pouco.

Estas são as pessoas da Maré.