FYI.

This story is over 5 years old.

Rap de Brasília Chega Pesado com "Escamoso", do 3UmSó

Um dos melhores grupos do rap do cerrado atual lança um maravilhoso clipe gangsta dirigido por Ivan "El Padrino" Lacombe. Conversamos com ele.
13.6.13

Foto: El Padrino 061

Não é de hoje que Brasília é uma das praças mais criativas do hip-hop brasileiro. E um dos grupos mais interessantes do cerrado é o 3UmSó. O trio formado por Diey, Bozó e Killy tem a pegada do gangsta, com temática pesada mesmo, cheio de termos e climas vindos direto do submundo do crime, da realidade dura e crua da periferia da capital do Brasil.

A grande e positiva diferença do 3UmSó é a produção muito bem executada das músicas, com beats profundos e secos, que casam muito bem a forma e o conteúdo do grupo. Em seu novo vídeo, a estética coloca ainda mais tempero nessa torta de climão social que é o 3UmSó. Foi na última semana que o grupo liberou o clipe para a música "Escamoso". Dirigido por Ivan Lacombe, da também brasiliense produtora El Padrino 061, o feito audiovisual é a primeira metade de um cinematógrafico curta-metragem, de fotografia escura e jeitão John Woo. Abaixo, assista e leia as poucas (e boas) perguntas que fizemos para o diretor. Noisey: Como surgiu a parceria com a banda?
Ivan Lacombe: Um grande amigo em comum nos apresentou à banda, e combinanmos de fazer algo que fugisse um pouco do videoclipe, que fosse mais para o lado cinematográfico. A banda então mostrou abertura para que pudéssemos trabalhar com mais liberdade, trazendo um pouco mais de suspense ao roteiro, criando uma trama que será contada ao longo de dois videoclipes. E a ideia para o roteiro? Como veio?
A ideia do roteiro é passar essa sensação do inesperado, do suspense, tudo dentro da realidade dos caras da banda, que muitas vezes não sabem o que os aguarda na próxima esquina. Uma vida… Uma chance… O que nos aguarda na segunda parte do vídeo?
Assistindo "Escamoso" você passa o clipe inteiro sem saber muito bem o que está acontecendo, e isso se resolve só no teaser para o segundo vídeo, que sai no próximo mês. A ideia é ajudar a entender a primeira parte e instigar ainda mais para o final. E então vem o segundo clipe, um grand finale para essa intrigante trama envolvendo corrupção, libertação de pensamento, consciência política e a realidade, muitas vezes brutal, vivida nas ruas.