FYI.

This story is over 5 years old.

Os Caras Mais Gatinhos do Metal em 2015

Que o Jared Leto é gatinho a gente sabe, mas que é do metal, há controvérsias...

O heavy metal tem uma questão com sexismo. Todo ano o assunto é trazido à tona na Revolver Magazine e sua lista de “Minas Mais Gatas no Metal/Hard Rock”. Este ano, assim como todo ano, apenas uma pergunta está sendo feita pela galera ligada em igualdade: e os homens?

Sim, todos nós sabemos que metal é um lance de mulheres, mas sério, estamos em 2015: chegou a hora de expandir isso aí. Ao longo das últimas quatro décadas, os homens contribuiram pra cacete para o heavy metal e suas várias vertentes. São milhares de exemplos: o Girlschool convidou o Motörhead para fazer parte de algumas de suas faixas clássicas, o Nuclear Death tinha um guitarrista homem, o Warlock tinha um baterista homem, e até a Jo Bench recrutou não apenas um, mas vários homens para tocar em sua banda Bolt Thrower! E mais, os homens provaram várias vezes que podem pirar tanto quanto as mulheres. Uma nova onda de bandas de metal lideradas por homens também foi agraciada por caras segurando o microfone e se deixando levar por urros profundos e aterrorizantes que deixariam a Lori Bravo orgulhosa. Claro, eles tem que lidar com o sexismo na mídia (como por exemplo o Doyle, namorado da Alissa White-Gluz’s, coitado, que nunca leva crédito por tocar em sua própria boy band), e eles de fato passam por maus bocados quando estão em turnê (tipo, você curtiria estar trancafiado em uma van com um monte de garotas fedorentas sem nenhum lugar para poder acertar sua barba?) mas ainda assim, eles vão lá e dão o seu melhor.

Publicidade

Estamos em uma ótima época para os fãs de bandas de metal masculinas, e já é hora da mídia focar mais em homens e garotos, em vez de os tratarem como algo novo ou simbólico. Há sempre um monte de matérias positivas e moderadas de mulheres músicas, mas os homens continuamente levam a pior, são deixados de lado e, se derem sorte, ganham uma edição especial. Representação é importante, e é por isso que aqui no Noisey quisemos chamar a atenção para os 11 homens mais talentosos no heavy metal – eles são um colírio para os olhos, claro, mas tem as manhas também!

ZAKK WYLDE

Este loiro bombado é um metaleiro por natureza e a Black Label Society, sua banda de hard rock composta apenas por homens, fez sucesso pra cacete. Ele também fez parcerias com vários outros músicos – tudo se resume à fraternidade heavy metal! É difícil olhar para o Zakk e não se distrair com seu cabelo sedutor e olhos azuis (e esses MÚSCULOS, rawrrr!) mas na real ele é um ótimo guitarrista também. Simplesmente o pacote completo!

VINNIE PAUL

Bateristas masculinos são uma raridade no metal, e o Vinny provavelmente é um dos melhores exemplos de caras que de fato deixaram o microfone de lado e se jogaram na bateria. Sua antiga banda Pantera é lendária, e hoje em dia Vinny se mantém ocupado com uma superbanda só de homens chamada Hellyeah e – pasmem – é dono de uma rede de clubes de strip só de mulheres. Se liga na sagacidade!

Publicidade

JARED LETO

Apesar de ser mais conhecido pelas suas habilidades como ator, Jared é mais do que apenas um rostinho bonito – ele iniciou sua própria banda de hard rock, e cara, esse menino sabe tocar! Claro, 30 Seconds to Mars não é exatamente underground, mas assistir à esse fofinho malhado no palco arrasando vestido de couro e usando delineador definitivamente deixa a gente caidinho!

DAVID DRAIMAN

A volta do nu metal é real, e anos depois de seu auge, grandes nomes como Kittie e Wicked Wisdom ainda estão mandando ver. O Disturbed sempre se destacou graças à sua formação exclusivamente masculina e suas letras sentimentais, bem como as visões elucidadas de David Draiman sobre igualdade (e seus piercings no rosto). Ele não tem vergonha de admitir que o amor dói, e músicas como “Stricken” realmente nos permitem adentrar seu coração masculino. É preciso ser homem de verdade para expor sua alma assim, e o Draiman definitivamente é. Arrasa, gato!

COREY TAYLOR

Falando de nu metal, a banda truqueira inspirada em babymetal querida por todos, o Slipknot (cujo o palco demoníaco de seu show conta com sete caras usando máscaras), está melhor do que nunca, e o vocalista Corey Taylor está curtindo uma carreira solo próspera também, além de cantar na banda 100% masculina Stone Sour. No final das contas ele estava escondendo um rostinho bonito por trás daquela máscara!

DOYLE

Muitos estão familiarizados com a vocalista fabulosa do Arch Enemy, Alissa White-Gluz. Mas você sabia que ela também tem um namorado chamado Doyle que toca em uma banda chamada The Misfits? Ele também tem uma pequena carreira solo rolando paralelamente. E olha esses músculos! Alissa é uma menina de sorte.

Publicidade

GOJIRA

Death metal pode ser um subgênero tradicionalmente dominado por mulheres, mas esses franceses sexy deixam claro que homens também podem ser brutais. Sua pegada progressiva e técnica no death metal os tornou consideravelmente aclamados por fãs e críticos, e sua tendência a fazer turnês com outras bandas exclusivamente masculinas demonstra que eles estão ligados de seu status de modelo a ser seguido pela próxima geração de caras do metal. Aliás, olha esses cabelos!

IN THIS MOMENT

Os caras da banda This Moment geralmente são ofuscados pela vocalista Maria Brink, mas está mais do que na hora deles também serem amados! Eles podem não estar agitando a plateia ou gritando pra cacete, mas o trabalho deles é tão importante quanto. Afinal, toda banda precisa de um baixista!

AMON AMARTH

Esses vikings enormes e robustos são o suficiente para fazer qualquer garota desmaiar, mas seu death metal melódico e com uma vibe mitológica fecham o pacote! Em posse de guitarras enormes e barbas ainda maiores, esses garanhões suecos deliciosos realmente fazem jus às mulheres que dizem que os homens escandinavos são os mais gatos.

CARPATHIAN FOREST

O black metal não é exatamente conhecido por seu grande número de fãs homens – muito menos por bandas masculinas – mas a Carpathian Forest sempre se esforçou para quebrar esse padrão com sua formação exclusivamente masculina, seus shows provocantes e um baixista que não tem vergonha de mostrar suas curvas. Esses queridinhos escandinavos podem ter começado nos anos 90, mas graças à essa maquiagem toda, não parecem ter mais de 21!

Publicidade

LITURGY

Essa banda masculina controversa está de volta depois de um longo hiato. O vocalista Hunter Hunt-Hendrix e seus cabelos desgrenhados fez os garotos se unirem novamente para gravar a continuação de seu controverso LP de 2011, o Aesthesica; sua campanha de marketing está deixando de lado o foco em serem uma banda composta apenas por garotos, mas para quem ouve a voz estridente do Hunter ou a bateria ultra-complexa do Greg Fox, fica difícil não notar o charme masculino da banda. Meninas, anotem – Liturgy é a banda de metal perfeita para convencer seu namorado a curtir paradas mais pesadas.

Kim Kelly está feliz que o clubinho de garotas do metal finalmente está entrando em colapso. Siga-a no Twitter - @grimkim

Tradução: Stefania Cannone