Por que o McDonald's Usou um Funk Putaria para Vender seu mais Novo Sanduíche?
Arthur Porto

FYI.

This story is over 5 years old.

Por que o McDonald's Usou um Funk Putaria para Vender seu mais Novo Sanduíche?

A franquia brasileira faz sucesso no YouTube usando a melodia da rasterinha “As Novinhas Tão Sensacional”.
26.11.15

Desde o último dia 6 de outubro, o McDonald's infectou almas desavisadas com a campanha sobre seus novos lanches de Cheddar McMelt. É impossível não ficar com o refrão da música exibida nos comerciais na cabeça. Em um loop doloroso, é possível ouvir apenas o verso "OS NOVINHOS ESTÃO DE PARABÉNS", cantado sobre uma base de reggaeton com tons de funk carioca, bem naquele esquema que conhecemos como rasterinha.

Leia: "A Rasterinha É o Mais Novo Ritmo do Funk"

O grau de contaminação é alto. Muita gente se rendeu. No YouTube, o vídeo oficial da campanha atingiu em pouco tempo quase 450 mil visualizações. Lembre-se: estamos falando de um comercial, o tipo de conteúdo do qual normalmente se foge.

No ar há anos no YouTube, alguns anúncios clássicos da publicidade brasileira conseguem no máximo números parecidos. No caso das propagandas dos mamíferos fofinhos da Parmalat, por exemplo, o vídeo com mais visualizações tem 560 mil views, mas é preciso dizer que o merchand foi postado há cinco anos. Falando de um sucesso mais recente, cada anúncio da série "pergunta no posto Ipiranga" não passa das 150 mil visualizações.

A chave para o sucesso da campanha do McDonald's está na música. Veja os comentários no site de vídeos. A maioria está ali para escutar novamente a ode ao cheddar com bacon. Mas engana-se quem pensa que essa música foi concebida exclusivamente para exaltar os prazeres da gula. Tem muita luxúria no processo. A trilha que embala a venda dos lanches do McDonald's nasceu originalmente para contar aquilo que uma "novinha" é capaz de fazer com a xota em cima de um pau.

Canção original

O jingle do McDonald's é uma versão do maior hit da parceria entre os cariocas MC Romântico e DJ Bambam. O som original, "As Novinhas Tão Sensacional", nasceu no final de 2013 no estúdio que Bambam mantinha em sua casa em Vaz Lobo, bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro. E, sim, a concordância esquisita da letra foi um improviso que não sofreu alterações. "Eu tinha ido à casa do Bambam para gravar outras coisas, mas veio a inspiração para a melodia. Gravei em 10 minutos com uma letra improvisada. E ela acabou ficando", conta Romântico, 26.

A inspiração do MC foi "Perfume Siamês", um samba sobre separação e reencontro composto por Emílio Santiago e lançado em 1991. Ouça a melodia do trecho que diz "O salgueiro que você plantou". Agora, coloque isso em repetição eterna e pronto: o refrão de "As Novinhas" está na mão. Romântico é fã de Emílio Santiago e estava maluco para criar algo com a melodia do ídolo (que, coincidência, morreu no mesmo ano em que recebeu essa homenagem).

Leia: "Um Guia Audiovisual para Entender o Funk Carioca"

Enquanto isso, Bambam queria trazer a pegada mais cadenciada e dançante do reggaeton, o ritmo nacional porto-riquenho, para o funk carioca que desemboca no subgênero da rasterinha. Foi aí que elegeu Romântico para a empreitada. Como é comum ao funk, o DJ tem papel fundamental nos arranjos e na produção das músicas. O MC normalmente contribui mais com melodias e letras. E foi isso o que aconteceu.

Após registrar a ideia, Romântico foi para casa, que fica há cerca de 40 minutos do estúdio de Bambam. Quando chegou, recebeu uma ligação de Bambam dizendo que já tinha uma prévia da música e que havia postado em seus perfis em redes sociais. O sucesso foi quase imediato, e gerou interesse de seguidores e DJs de bailes. No telefone, Bambam falou que eles tinham que retomar o trabalho e terminar a letra.

A dupla deixou o saudosismo de Emílio Santiago para trás e apostou num dos temas principais do funk carioca, o sexo. Vieram os versos "Descendo com a xota prendendo no pau/Subindo com a xota prendendo no pau/Rebola com a xota prendendo no pau/Isso aqui tá gostoso, tá sensacional". É a mesma estrofe que na versão do McDonald's diz: "Dobro de cheddar pegando geral/É cheddar mais bacon ficou genial/Batata com cheddar não tem nada igual/Derretendo gostoso, fenomenal".

Versão proibida

"Sabe como é, né? Nego no gueto quer ouvir a versão com palavrão. A gente faz música com a intenção de chegar em TV, em rádio… Mas o cara pede pra tocar no baile dele. E ele tem um baile semanal com 10 mil, 15 mil pessoas. Essa galera ouve toda semana e fica pedindo…", conta o DJ Bambam sobre não conseguir se esquivar das versões proibidas das músicas. "A grande maioria do funk é assim".

Leia: "Nove Clipes Mostram como Era o Funk Paulista Antes da Ostentação"

Bombar nos bailes das comunidades é fundamental para chegar às rádios, mas quando isso acontece o artista precisa estar pronto com uma versão limpinha de sua música. A versão proibida fez sucesso em canais no YouTube, como Z3, que se dedicam a divulgar funks das comunidades cariocas. Era hora, então, de remover os palavrões e fazer um clipe.

Em março de 2014, a dupla lançou no YouTube o vídeo para "As Novinhas", que mostra Romântico sendo resgatado por um caminhão guincho controlado por dançarinas em trajes mínimos. O mais importante: a estrofe agora aparecia com os seguintes versos: "Descendo, gostosa, prendendo legal/Subindo, gostosa, prendendo legal/Rebola, gostosa, prendendo legal/Isso aqui tá gostoso, tá sensacional".

"O idiota [responsável pelo clipe] fez errado. Não era para ser daquele jeito. A ideia era o Romântico vir de carro, que iria enguiçar. O Romântico ia ficar puto esperando o reboque e ia cochilar. Ao cochilar, ele ia sonhar com as garotas gostosas rebocando o carro. No final, teria eu batendo no vidro com a camisa toda suja… Eu sou gordão, peso 130 kg. Ia ser uma coisa bem engraçada", conta Bambam.

Publicidade

Mesmo assim teve motivo para risadas. "O carro do clipe era blindado. Quando o reboque levantou o carro, ele empinou…rs", diverte-se o DJ.

Leia: "A Semana Maluca da Kl Produtora Tem Tudo pra Continuar Dando Muito Certo"

De qualquer jeito, a música teve o impulso que precisava. No YouTube, o clipe já passou das 16 milhões de visualizações. A música rodou pelo Brasil e chegou até os ouvidos da dupla sertaneja Pedro Paulo e Alex, que há três meses tocam "As Novinhas" como música de trabalho — no YouTube já são quase cinco milhões de visualizações. A dupla já esteve até rebolando no programa da Fátima Bernardes, na TV Globo, cantando "As Novinhas Tão Sensacional".

Mesmo em versão leve, a música ainda mantém uma palavra com poder de criar polêmica entre aqueles pouco familiarizados com o vocabulário do funk. Afinal, "novinha" remete a sexo com menores de idade? "É uma gíria especificando as meninas. Não importa se é maior ou menor de idade. Uma novinha é uma menina que curte baile, é uma menina bonita…", explica Romântico.

Letra fria da lei

Para Romântico e Bambam, a popularidade da música garantiu um contrato com a Seven Music, selo da Sony Music. O acordo abrangia contrato fonográfico (para comercialização dos fonogramas) e contrato de representação artística (para venda de shows). A onda com a música durou até o final de 2014, quando, segundo seus compositores, ela começou a perder fôlego.

Foi quando o McDonald's surgiu. A ideia da rede de restaurantes era conectar a ideia de prazer com os novos lanches. Na época do lançamento da campanha, Roberto Gnypek, vice-presidente de marketing do McDonald's, disse em um release: "Cheddar é o nosso produto ícone de sabor, prazer e indulgência que se conecta diretamente como funk que é diversão, entretenimento e prazer sem limites".

Leia: "Guia THUMP para Você Publicar Oficialmente sua Própria Música"

O McDonald's, por meio da agência de publicidade DPZ&T, licenciou a obra junto ao selo Seven Music. A ideia era utilizar partes da melodia e fragmentos da letra — razão pelas diferenças melódicas, principalmente no refrão. Note, porém, que o instrumental é o mesmo. E o cantor da propaganda também carrega no sotaque carioca, o que deixa bem clara a ligação com o funk.

Não houve coincidência. Os publiças não abordaram o Seven pedindo por qualquer música que tivesse a palavra "novinha". Segundo Gil Cardoso, representante do selo que negociou o contrato, o pedido foi específico por "As Novinhas Tão Sensacional".

Rodrigo Vezzá, diretor de criação e redator da campanha na DPZ&T, não estava disponível para falar com a reportagem — está de férias e só volta em dezembro, segundo informado pela assessoria da agência. Já a DPZ&T confirma a negociação com a Seven pelos direitos, mas afirma que desconhecia a versão com palavrões — a assessoria disse que os funcionários ficaram surpresos com a descoberta.

Leia: "Os Músicos por Trás de uma das Músicais Mais Sampleadas da História Finalmente Foram Pagos"

No entanto, segundo Cardoso, não há motivo para o espanto. "O direito autoral sobre uma obra protege melodia e letra. Quando uma obra possui mais de uma letra, edita-se no mesmo contrato as várias versões de letra que aquela melodia possui. Hoje vivemos em uma democracia plena, então não há censura sobre qualquer conteúdo que seja. Quando a letra possui um conteúdo com palavrões fazemos apenas um aviso aos pais (parental advisory)", explica o executivo. E o uso sobre qualquer versão necessariamente é negociada com a Seven Music.

Qualquer semelhança é mera coincidência

O McDonald's, por sua vez, ao explicar se conhecia a versão original das "novinhas", limitou-se a reproduzir a frase já divulgada de Roberto Gnypek, vice-presidente de marketing da empresa, a mesma declaração que você leu nessa matéria. A assessoria da companhia foi informada por e-mail de que se tratava de uma reciclagem de resposta.

Quatro horas depois, a assessoria enviou por e-mail a seguinte resposta: "O funk realmente tem batidas e refrãos parecidos, trata-se de uma coincidência".

Publicidade

A assessoria foi informada dos dados que aparecem nesta reportagem, envolvendo a negociação das agências de publicidade e o selo Seven Music. A assessoria pediu o meu telefone, que nunca tocou. Uma hora depois de receber o número, a assessoria enviou mais um e-mail informando de que a tese da coincidência se trata do posicionamento oficial do McDonald's sobre o assunto.

Dividendos

Para a dupla Bambam e Romântico, a campanha veio em boa hora. Romântico afirma que aumentou o número de shows, de 25 para 33 por mês, em média, e o valor do cachê subiu (ele não revela quanto). Já Bambam espera a grana do McDonald's para reconstruir o seu estúdio doméstico, que ficou destruído após um incêndio sem vítimas — a mulher e a filha estavam na casa quando o fogo começou. A causa, diz o DJ, foi um curto no próprio estúdio. A grana deve chegar para ambos no primeiro trimestre de 2016.

E o dinheiro vindo do McDonald's pode aumentar. Com o sucesso da trilha, a rede de restaurantes expandiu as ações na internet e contratou a agência DM9DDB para criar versões de "as novinhas" com comentários feitos em redes sociais por gente que aprovou os novos lanches. Os vídeos têm meio milhão de visualizações (veja acima e abaixo desse parágrafo). O contrato atual vigora até o dia sete de dezembro. Tanto a dupla quanto a Seven afirmam ter expectativas de renovação.

Do estúdio de Bambam, na Zona Norte do Rio de Janeiro, até o comercial do McDonald's, o caminho de "As Novinhas Tão Sensacional" foi longo. O funk ultrapassou mais uma barreira. Ou você poderia imaginar que o ritmo marginal surgido nas comunidades do Rio de Janeiro serviria de trilha sonora da propaganda do fast food que mais vende hambúrguer no mundo? Pode crer que as novinhas estão mesmo muito sensacional.

Siga o Bruno Romani no Twitter

Siga o THUMP nas redes Facebook // Soundcloud // Twitter.