FYI.

This story is over 5 years old.

esportes

A Alemanha Comemorou a Vitória na Copa do Mundo com Fogos de Artifício e Muita Buzina

E com muita cerveja também.
14.7.14

Foto por Björn Kietzmann. 

Ontem, a Alemanha venceu a Copa do Mundo 2014 numa final tensa contra a Argentina. Aos 113 minutos de jogo, durante a prorrogação, Andre Schürrle fez um cruzamento perfeito para Mario Götze, que marcou o primeiro e único gol do dia com um chute ninja que passou direto pelo goleiro argentino Sergio Romero.

Foto por Björn Kietzmann.

Em Berlim, centenas de milhares de pessoas se reuniram em cafés, bares e áreas públicas de exibição. Trinta e cinco milhões de pessoas sintonizaram no jogo, fazendo desse o evento televisionado mais popular da história da Alemanha. Depois da vitória, os torcedores lotaram as ruas e fizeram aquelas coisas pentelhas que todo torcedor costuma fazer depois desse tipo de evento esportivo: soltaram fogos de artifício, buzinaram sem piedade e levaram suas cordas vocais ao limite. A comemoração foi pacífica na maior parte, mas uma pessoa foi esfaqueada e morreu numa área pública de transmissão do jogo em Bremen, e cerca de 100 adolescentes do notório distrito Neukölln em Berlim atacaram a polícia com fogos de artifício.

Foto por Björn Kietzmann.

O Twitter e o Facebook explodiram, claro. Postagens dos jogadores do time alemão – como o beijo duplo de Lukas Podolski e Bastian Schweinsteiger na Rihanna e a selfie de Podolski com Angela Merkel – ricochetearam por toda a internet, dando a entender que o mundo inteiro estava festejando com a Alemanha. A chanceler, que acompanhou o jogo do área VIP do estádio, aplaudiu os meninos como uma mãe orgulhosa.

Publicidade

O clima geral no país era de euforia, mas alguns alemães hesitaram em mostrar seu orgulho nacional. Para um pequeno grupo, tudo no orgulho alemão é de mau gosto e ofensivo, evocando memórias de para onde o nacionalismo alemão levou o país no passado. No começo da Copa, houve relatos de espectadores tentando estragar o clima de festa com saudações nazistas aqui e ali, e o torcedor que escalou o memorial do Holocausto em Berlim com uma bandeira da Alemanha será sempre lembrado como um grande babaca.

Foto por Björn Kietzmann.

No entanto, para a grande massa que festejava pelo país, nada podia atrapalhar o clima de camaradagem do maior evento desde que (supostas) fotos da Merkel pelada vazaram na internet. Mandamos os fotógrafos Björn Kietzmann e Jermain Raffington para as ruas de Berlim depois da vitória para registar como o país comemorou.

Foto por Björn Kietzmann.

Foto por Björn Kietzmann.

Foto por Björn Kietzmann.

Foto por Björn Kietzmann.

Foto por Björn Kietzmann.

Foto por Björn Kietzmann.

Foto por Björn Kietzmann.

Foto por Björn Kietzmann.

Foto por Björn Kietzmann.

Foto por Björn Kietzmann.

Foto por Björn Kietzmann.

Foto por Björn Kietzmann.

Foto por Jermain Raffington.

Foto por Jermain Raffington.

Foto por Jermain Raffington.

Foto porJermain Raffington.

Foto porJermain Raffington.

Foto por Jermain Raffington.

Foto por Jermain Raffington.

Foto por Jermain Raffington.

Foto porJermain Raffington.

Foto por Jermain Raffington.