Noticias

Sexo sem proteção causa alta nos casos de hepatite A em SP

Foram registrados 604 casos da doença neste ano, um número 960% maior que em 2016.
22.11.17
Imagem: Wikimedia/Creative Commoms.

De janeiro a outubro de 2017, 604 casos de hepatite A foram notificados pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo. Durante o mesmo período em 2016, foram registrados 57 casos. O aumento foi de 960%.

No total de casos registrados da doença, 155 pessoas foram hospitalizadas, quatro encaminhados à lista de transplante de órgãos, e duas pessoas morreram.

O Boletim Epidemiológico da capital indica que 482 dos casos, 80% do total, foram registrados em pessoas de 18 a 39 anos, dos quais 87% são do sexo masculino. Dados da secretaria apontam que 272 dos casos foram contraídos via sexo sem proteção, com a maior parte dos casos tendo acontecido entre homens homossexuais.

Publicidade

Outros 61 casos foram adquiridos pelo contato com água e/ou alimentos contaminados. 45% dos casos totais foram registrados como fonte de transmissão desconhecida.

O consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia, Roberto Focaccia contou à rádio Jovem Pan que uma variação mais agressiva do vírus da hepatite A pode ter chegado ao país originária dos EUA e Europa.

O SUS oferece a vacina gratuita contra a Hepatite A. Verifique os locais no estado de São Paulo aqui . Em outros estados, acesse o site do Ministério da Saúde ou ligue 136 .

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.