Publicidade
Dear Future

Os virus que matam superbactérias resistentes aos medicamentos

As bactérias resistentes a antibióticos matam mais de 23 mil pessoas por ano nos Estados Unidos e as Nações Unidas estimam que, em 2050, este tipo de infecções ceife mais vidas que o cancro.

Por Motherboard Staff
25 Dezembro 2017, 3:02pm

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.

Nos Estados Unidos, morrem todos os anos cerca de 23 mil pessoas devido a bactérias resistentes a antibióticos [em Portugal de acordo com dados divulgados em 2016, morrem 12 pessoas por dia devido a complicações causadas pelas chamadas superbactérias, sete vezes mais do que as mortes em acidentes de viação].

De acordo com estimativas das Nações Unidas, em 2050 haverá mais gente a morrer por causa de infecções resistentes a antibióticos do que por cancro. A resposta a este problema pode estar nos bacteriófagos, virus que comem bactérias, descoberyos há 100 anos. Todavia, as terapias fágicas ainda só foram aprovadas em humanos na antiga União Soviética.

A Motherboard viaja até à Geórgia para conhecer os médicos que, hoje em dia, continuam a recorrer a terapias fágicas e conversa com os cientistas norte-americanos que querem normalizar esta prática nos Estados Unidos.

Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.