O Universo Cinematográfico Marvel vai finalmente ter uma super-heroína muçulmana

Os Estúdios Marvel anunciaram oficialmente planos para levar Ms. Marvel ao grande ecrã.

|
mai 16 2018, 2:47pm

Imagem via Marvel.

Este artigo foi publicado originalmente em VICE USA.

O Universo Cinematográfico Marvel (UCM), avaliado em 16.4 mil milhões de dólares - ou seja, o franchise de filmes mais lucrativo da história -, fez a maior parte do seu dinheiro em filmes sobre gajos brancos a encherem de porrada aliens, robots e cientistas maus. Mas, depois de Pantera Negra ter sacado 1.3 mil milhões de dólares este ano, parece que os Estúdios Marvel perceberam a dica de que as pessoas se querem sentir mais representadas nos seus filmes baseados em livros de banda desenhada. Na semana passada, a empresa revelou que vai dar aos fãs o que eles desejam - anunciando planos de levar ao grande ecrã a primeira super-heroína muçulmana do UCM.

Numa entrevista à BBC, o presidente dos Estúdios Marvel, Kevin Feige, assegura que um filme sobre a personagem Ms. Marvel - a.k.a Kamala Khan, uma miúda de 16 anos muçulmana de Nova Jérsia - está "definitivamente a ser feito". "Temos planos para esse filme desde que apresentámos o Capitão Marvel ao Mundo," salienta Feige.

In the comics, Khan isn't the first woman to fight evil under the name Ms. Marvel. She was originally the female counterpart to Captain Marvel, a character moviegoers had to Google after that Avengers: Infinity War ending, whose secret identity was Carol Danvers. Danvers—who's getting her own standalone film starring Brie Larson—ditched the "Ms." moniker when she took over for the recently deceased Captain Marvel, giving Khan a chance to take the reins.

Nos livros, Khan não é a primeira mulher a combater o mal sob o nome de Ms. Marvel. Originalmente, era a contra-parte feminina do Capitão Marvel - uma personagem que os fãs de cinema tiveram de procurar no Google depois daquele final de Avengers: Infinity War -, cuja identidade secreta era Carol Danvers. Danvers - que vai ter o seu próprio filme protagonizado por Brie Larson - deixou de usar o título "Ms." quando assumiu o papel do falecido Capitão Marvel, deixando abertura a Khan para assumir as rédeas.

Khan, que é ela própria uma nerd dos super heróis, idolatra Danvers. Depois de descobrir a sua capacidade sobre-humana de mudar de forma e esticar os braços e pernas - o que dá muito jeito na hora de andar à porrada -, Khan veste um fato vermelho, amarelo e azul baseado num shalwar kameez e põe mãos à obra. Inspirada pelas histórias reais da criadora Sana Amanat ao crescer como muçulmana nos Estados Unidos, Khan ainda tem de equilibrar a luta contra o crime com os estudos de medicina e as expectativas da sua família.

Não há muitos detalhes sobre em que filmes é que Khan poderá vir a aparecer, ou o papel que pode ter ao ocupar o buraco em forma de Thanos que Infinity War deixou na galáxia. Mas a base de fãs da Marvel já está empolgada com a nova personagem - sem perder tempo a debater quem é que deveria fazer o papel desta embaixadora muçulmana no Universo Cinematográfico Marvel e alertando os produtores para que não cometam o erro de branquear o papel.

Integrar uma jovem rapariga muçulmana na maior coisa que aconteceu ao cinema desde a invenção das sequelas é uma grande aposta por parte da Marvel. Só nos resta esperar que não nos façam o que fizeram com Doctor Strange.


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.

Mais da VICE
Canais VICE