FYI.

This story is over 5 years old.

Motherboard

O bio-hacker que está a desenvolver implantes de encriptação subcutâneos

A Motherboard visita a sede da Dangerous Things, empresa instalada na garagem de Amal Graafstra, para ver em primeira mão o protótipo do UKI, um implante focado na encriptação, com data de lançamento prevista para 2017.
30.8.16

A série "Humans+" é originalmente transmitida pela nossa plataforma Motherboard.

Pioneiro do bio-hacking desde meados dos anos 2000, nos últimos 10 anos Amal Graafstra tem levado a cabo diversas experiências com implantes de microchips RFID (Radio Frequency Identification).

Agora, Graafstra está a desenvolver implantes que vão mais além dos RFID. Neste episódio de Humans+, a Motherboard visita a sede da Dangerous Things, empresa instalada na garagem de Amal, para ver em primeira mão o protótipo do UKI, um implante focado na encriptação, com data de lançamento prevista para 2017.

Amal espera que a sua tecnologia nos aproxime mais da possibilidade de fusão total entre as nossas identidades físicas e digitais. Mas como é que a sociedade irá reagir ao facto de termos este tipo de tecnologias implantadas debaixo da pele?