festivais

Seis concertos madrugadores que tens de ver no NOS Alive 2018

E sabes como é que os vais ver? Com os dois passes gerais que temos para te oferecer. Lê isto. Mas, lê mesmo.
Primeiros! Foto por Sérgio Felizardo/VICE

É verdade, queridas e queridos leitores que tanto nos estimam, temos boas notícias! E vamos já a elas sem perder tempo. Dois passes gerais para o esgotado NOS Alive, cortesia Uber. Parece-vos bem? Lindamente, não é?

E a coisa é bastante simples. No final deste extenso e denso artigo, onde vos damos conta de seis concertos que achamos que não deves perder (bem, tu é que sabes, são só sugestões!), mas que são tão cedinho que, se não apanhas um Uber, arriscas-te a não chegar a tempo - viste que ângulo tão bem jogado? -, tens um questionário para preencher e enviar, logo a seguir a leres AQUI as bases legais do passatempo. Depois, bom, depois é só rezares a todos os santinhos para o sorteio te ser favorável. O concurso está activo até ao final do dia 11. no máximo duas horas depois da meia-noite efectuamos o sorteio e avisamos os vencedores, que terão até às 11 da manhã de dia 12 para confirmarem a recepção do email.

Publicidade

Já com o passe na mão, descansadinho e dentro do Uber a caminho do Passeio Marítimo de Algés, podes apanhar a tua pandilha pelo caminho com aquela cena dos múltiplos destinos em que adicionas três paragens antes de chegares ao destino final, podes pedir uma viagem para aquele que normalmente ainda chega mais em cima da hora que tu, ou então podes, simplesmente, partilhar o trajecto em tempo real e meter aquela pirraça gostosa a quem não conseguiu bilhete. Maravilha, não? Diz lá que não metemos aqui um parágrafo útil e jeitoso ao mesmo tempo, para ti e para a Uber que é quem te vai oferecer o que todos querem?

Bom, adiante. E música? Falemos de música que é por ela que tudo isto vale a pena. A vida. Os amigos. As viagens. Tudo. Estes são aqueles concertos madrugadores que não vamos querer perder.

Dia 12 - Juana Molina (Palco Sagres, 17h40) + Wolf Alice (Palco Sagres, 20h15)

Juana Molina começou a sua carreira como actriz de comédia, mas não tardou a tomar de assalto o mundo da música, com o seu primeiro álbum, Rara, em 1996. Acústica e electrónica, com deambulações pela pop e pela folk, a música de Molina é de exploração. Prevê-se magia de fim de tarde.

Logo de seguida e como já vais embalado, trincas qualquer coisa para resolver aquela fraqueza e voltas ao Palco Sagres, onde os Wolf Alice apresentam o mais recente disco, de finais de 2017, Visions of a Life.

Dia 13 - Japandroids (Palco Sagres, 17h50) + Black Rebel Motorcycle Club (Palco NOS, 18h25)

Uma sova logo a abrir é o que podes esperar do concerto dos Japandroids. A dupla Brian King e David Prowse não poupam na combinação entre rock clássico (o que quer que isso seja em 2018) e punk. Vais ter de te aguentar à bronca.

Publicidade

Tens pelo menos meia hora, porque és bem menino para ir a correr directo para o Palco NOS. Às 18h25, há Black Rebel Motorcycle Club e uma novidade: ver esta gente endiabradamente nocturna a tocar de dia. Nunca digas que já viste tudo.

Dia 14 - Primeira Dama (Coreto by Arruada, 17h25) + Real Estate (Palco Sagres, 19h05)

Primeira Dama é Manuel Lourenço, uma das principais caras por detrás da Xita Records, editora lisboeta e um dos principais nomes a ter em conta na nova geração da música portuguesa. Já aqui o dissemos e não retiramos uma vírgula. No Coreto vamos cantar com ele. À vida.

Depois, corações ao alto que os Real Estate têm neles todas as melodias do Mundo e perdê-los é crime de lesa-pátria. Ainda por cima têm álbum fresquinho na bagagem. In Mind chegou em Março e vai soar perfeito numa trade quente de Julho à beira Tejo. Apostas?


Lê AQUI as Bases Legais deste concurso antes de preencheres.