Drogas

Boletim Matutino da VICE - 7/11/2018

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.
Eleiçõesnos EUA tiram maioria republicana da Câmara
Michael Appleton / Gabinete de Fotografia da Prefeitura de NY

Brasil

Senado inclui na pauta de votação reajuste para ministros do STF

O Senado decidiu nesta terça-feira (6) incluir na pauta de votação a análise de dois projetos que preveem reajuste para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e para o procurador-geral da República. Na prática, com a decisão, o reajuste já pode ser votado no plenário a partir desta quarta-feira (7). Apresentados pelo STF e pela PGR, os dois projetos foram aprovados pela Câmara em 2016. Os textos preveem que, a partir de junho de 2016, os salários de ministros do STF e do procurador-geral da República passariam de R$ 33,7 mil para R$ 36,7 mil e, a partir de janeiro de 2017, R$ 39,2 mil. – G1

Publicidade

Justiça autoriza paciente a plantar maconha em tratamento contra depressão no RN

Uma mulher de 59 anos que mora no Rio Grande do Norte conseguiu uma decisão da Justiça Federal para poder cultivar e portar maconha para usar em tratamento contra depressão. Um salvo-conduto foi dado para a paciente e sua filha, impedindo que polícias prendam ou autuem as duas pelo crime de tráfico de drogas. A decisão do juiz federal Mário Azevedo Jambo foi publicada na semana passada. Ele autorizou a importação, produção e cultivo de seis plantas, bem como o transporte dos vegetais entre a casa da paciente e o Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. – G1

Blogueira publica vídeos e denuncia agressões de marido empresário

A blogueira baiana Juliana Feroldi, de 35 anos, usou as redes sociais, entre a segunda-feira (5) e esta terça (6), para denunciar agressões que sofreu do marido, em 2017. Para quase 680 mil seguidores, ela mostrou vídeos de momentos em que é atingida com tapas e chutes pelo companheiro, o empresário Francisco Peltier. O caso está na Justiça. As imagens publicadas pela vítima mostram que as agressões são de novembro do ano passado. Desde então, a blogueira tem uma medida protetiva, que impede a aproximação do marido. O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) confirma a medida protetiva, entretanto, não comentou o conteúdo. Contudo, Juliana afirma que, no dia 28 de outubro deste ano, teria sido agredida novamente, após tentar reatar o relacionamento. O episódio teria motivado a publicação dos vídeos das agressões anteriores. – G1

Publicidade

Mundo

Republicanos perdem maioria da Câmara, mas mantêm comando no Senado dos EUA

O Partido Republicano, do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, perdeu a maioria da Câmara de Representantes e manteve o domínio no Senado após as eleições de metade de mandato, nesta quarta-feira (7). A apuração ainda está em andamento em alguns estados. A vitória dos democratas na Câmara tira de Trump a hegemonia no Congresso e pode complicar os projetos da Casa Branca em áreas delicadas para o presidente como saúde, imigração e aprovação do orçamento do governo. Os democratas também poderão tomar controle de comissões importantes da Casa e investigar Trump mais profundamente, nas denúncias sobre possível conflito de interesse do presidente a suas empresas e as supostas ligações da campanha de Trump de 2016 com o governo russo. Com a Câmara democrata, a Casa Branca fica sob fiscalização mais intensa. – UOL

Jared Polis é eleito o 1º governador abertamente gay dos EUA

O democrata Jared Polis se tornou, nesta terça-feira (7), o primeiro homem abertamente homossexual a governar um estado dos EUA, o Colorado, ao derrotar o republicano Walker Stapleton, segundo projeções das redes de televisão ABC e NBC. Kate Brown se tornou a primeira governadora bissexual ao se eleger em 2015 no Oregon, enquanto outro governador, Jim McGreevey, de Nova Jersey, se declarou gay ao renunciar em 2004. Em Vermont, Christine Hallquist, ex-presidente de uma empresa de energia, fracassou nesta terça-feira em sua tentativa de se tornar a primeira governadora transgênero dos Estados Unidos, ao ser derrotada pelo atual governador, o republicano, Phil Scott. – UOL

Publicidade

Sequestradores libertam 78 estudantes adolescentes em Camarões

Os 78 estudantes adolescentes e um motorista sequestrados no noroeste de Camarões, região mergulhada num conflito armado entre separatistas e as forças de segurança, foram libertados nesta quarta-feira (7). Porém, um diretor e um professor ainda estão sendo mantidos pelos homens armados. O grupo da Presbyterian Secondary School de Bamenda (capital regional) ficou por dois dias sequestrado. Este tipo de sequestro é praticamente inédito em Camarões, diferentemente da vizinha Nigéria, onde o grupo extremista Boko Haram sequestrou 200 adolescentes de um internato em 2014. – G1

França prende seis suspeitos de extrema direita que planejavam atacar Macron

Seis pessoas foram presas durante investigação preliminar de um suposto plano para atacar o presidente francês, Emmanuel Macron, informa uma fonte {a agência Reuters. A fonte disse que serviços de segurança franceses prenderam os seis nesta terça-feira (6) pela suspeita de estarem preparando um plano "impreciso e mal-formulado" para uma "ação violenta" contra Macron. As prisões foram realizadas em três áreas da França: Isère, a sudoeste de Lyon; Mosela, na fronteira com a Alemanha e Luxemburgo; e Ille-et-Vilaine, no noroeste, perto da cidade de Rennes. – G1

EUA suspendem encontro programado com a Coreia do Norte em Nova York

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, anunciou nesta quarta-feira (7) a suspensão do encontro programado para esta semana em Nova York com uma delegação da Coreia do Norte, embora não tenha revelado os motivos. "A reunião do secretário de Estado Michael Pompeo com funcionários da República Democrática Popular da Coreia, programada para esta semana em Nova York, acontecerá agora em uma data posterior", afirmou a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert. O governo americano não detalhou as causas que motivaram a suspensão deste encontro com o responsável pela inteligência norte-coreana, Kim Yong-chol, nem para quando será remarcado. – UOL