Publicidade
Tonic

Médicos removem 13 quilos de fezes de homem com prisão de ventre

Durante 22 anos, este chinês viveu constantemente aquela sensação de "tens de ir mas não consegues".

Por Amber Brenza
20 Junho 2017, 7:00am

Este artigo foi originalmente publicado na nossa plataforma Tonic.

Pensa na última vez que tiveste uma prisão de ventre – o inchaço, a dor abdominal, a sensação de que tens de ir, mas não consegues. Agora imagina sentires isso durante 22 anos. Esta era a realidade de um homem chinês até os médicos removerem mais de 76 centímetros do seu intestino inchado, com um peso de 13 quilos e cheio de fezes que se vinham a acumular desde que nasceu.

A Inverse relata que o homem foi diagnosticado com doença de Hirschsprung, uma condição congénita causada pela perda de células nevosas no intestino, o que resulta em, bem, problemas de movimentação. Num trato digestivo saudável, alimentos e resíduos movem-se pelos intestinos por movimentos peristálticos, ou contrações involuntárias dos músculos. Mas, em algumas pessoas com a doença de Hirschsprung, os movimentos peristálticos páram em partes afectadas do intestino grosso, ou cólon.

Os resíduos acabam por ali ficar, fazendo com que o órgão inche. E, se permanecerem por muito tempo, pode desenvolver-se para uma condição apropriadamente batizada de "megacólon". Se o cólon fosse perfurado, ou rasgasse, a libertação de bactérias poderia levar a um choque ou septicemia mortal. Portanto, a cirurgia pode ter salvo a vida do homem.

A doença de Hirschsprung geralmente é detectada em recém-nascidos e diagnosticada quando não mostram movimentos intestinais em 48 horas depois do nascimento. É uma condição rara – que acontece com um em cada cinco mil recém-nascidos – e pode ser tratada com a remoção cirúrgica da parte do cólon que não possui as células nervosas. Mais incomum é crianças mais velhas serem diagnosticadas depois de mostrarem sintomas como barriga inchada, prisão de ventre crónica e desnutrição (a doença de Hirschsprung é mais comum em homens e crianças com síndrome de Down e outras condições congénitas).

No entanto, este pobre homem estava já bastante crescidinho e foi internado em condição grave no hospital: estava fraco, mal conseguia andar, gemia de dor e tinha problemas em respirar. Segundo os médicos, o seu abdómen estava tão distendido que parecia grávido de nove meses.

O homem disse aos médicos que sofreu de prisão de ventre a vida inteira e só encontrava um pequeno alívio temporário com a utilização de laxantes (qualquer tipo de laxante – formadores de volume, solução salina, hiperosmóticos – não vão funcionar bem se o teu intestino também não estiver a funcionar). Ainda assim, os seus pais nunca terão pensado que a situação era suficientemente séria para procurarem ajuda médica.

"Parecia que ia explodir a qualquer momento", disse Yin Lu, do Décimo Hospital Popular de Xangai, onde a cirurgia teve lugar. A operação demorou três horas e, no final, os médicos conseguiram remover com sucesso a parte afectada do cólon – juntamente com a matéria fecal. A recuperação deverá ser total.

Agora, vai, vai comer umas fibras e agradece ao teu sistema digestivo pelos movimentos peristálticos normais. E, se o teuteu filhofilho tem prisão de ventre regularmente, vai ao médico, pelo amor de Deus.

Tagged:
china
Fezes
cirurgia
doenças
constipação
prisão de ventre
Destaques
colon
obstipação
doenças intestinais
doença de Hirschsprung