Viagens

Neo-Nazis e Freiras: fotos da "maior concentração fascista" da Europa

Dez mil croatas reuniram-se na Áustria para lembrarem a queda de um antigo exército fascista, afiliado do Partido Nazi alemão.

Por Roman Möseneder
15 Maio 2018, 1:23pm

Um participante faz a saudação nazi. Fotos por Roman Möseneder.

Este artigo foi originalmente publicado na VICE Áustria.

No sábado, 12 de Maio, cerca de 10 mil croatas - incluindo neo-nazis e membros da Igreja Católica - reuniram-se num campo no Sul da Áustria, perto da cidade de Bleiburg, para assinalar mais um aniversário da derrota do exército Ustaše, em Maio de 1945.

Este antigo movimento fascista e afiliado do Partido Nazi alemão foi responsável pelo assassinato de milhares de judeus, ciganos romenos, sérvios e muçulmanos durante a Segunda Guerra Mundial, muitos deles no campo de concentração que a organização mantinha em Jasenovac, na Croácia, o único dirigido sem envolvimento alemão.

No final da Guerra, milhares de membros do Ustaše foram capturados e mortos pelas forças aliadas em Bleiburg. Este evento anual recorda esse acontecimento e é organizado pela igreja Católica Croata, que defende que a concentração não é política, mas apenas uma missa com o objectivo de "lembrar os mortos".

"Estamos aqui para recordar os nossos heróis caídos", explicam estes participantes

No entanto, de acordo com o Centro de Documentação da Resistência Austríaca, o evento é, na verdade, a "maior concentração regular neo-nazi" na Europa. E, apesar de centenas de pessoas protestarem contra a sua realização, o governo da Áustria não fez nada para impedir que decorresse este ano.

Sem surpresas, no sábado tornou-se óbvio que este era, definitivamente, um evento absolutamente político e não apenas uma "missa celebratória". Apesar da proibição de uso de símbolos óbvios, discursos e uniformes, um dos participantes chegou mesmo a fazer a saudação nazi directamente para a minha objectiva, na presença de agentes da polícia austríaca.

Tomo Bilogrivić, do Movimento da Direita Croata, fez um discurso em defesa do fascismo, enquanto símbolos e bandeiras racistas eram mostradas abertamente por todo o recinto. E, apesar de ter visto duas pessoas serem proibidas de entrar por usarem t-shirts com o lema do Ustaše, "Za Dom Spremni" (Pela Pátria, em tradução livre), muitas outras, incluindo crianças, vestiam orgulhosamente roupas semelhantes.

Abaixo podes ver mais fotos da concentração neo-nazi/missa celebratória.

Um contra-protestante escreveu "Morte ao Fascismo"na estrada que levava até ao local do evento
Muitos participantes levaram as suas crianças
Bandeiras croatas na concentração
Um momento de oração ante da missa
O evento é organizado pela Igreja Católica croata, que defende que a concentração anual é, simplesmente, uma hipótese para recordar os mortos
Um participante a comungar
Alguns participantes levaram arranjos florais para homenagear os derrotados do exército Ustaše
Arranjos florais
A multidão de cerca de 10 mil pessoas, reunida em Loibacher Feld, Bleiburg, na região austríaca de Caríntia, junto à fronteira com a Eslovénia
Uma capela improvisada foi erguida no local do evento



Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.