Noticias

Polícia acha suspeito dos pixos racistas e de apologia ao nazismo na Unicamp

O homem reconhecido pelas imagens de segurança foi encaminhado ao 7º Distrito Policial para prestar esclarecimentos.
17 August 2018, 4:06pm
Screenshot via YouTube

Na última quinta-feira (16), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) divulgou as imagens de das pixações de teor racistas e nazistas feitas na biblioteca Antônio Cândido, do Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) e nos banheiros do Instituto de Geociências (IG).

Imagem via Twitter

“Vai ter massacre, Columbine”, “poder branco”, “chacina” e símbolos nazistas estavam escritos nas mesas, computadores, paredes e nas privadas dos institutos. As pixações foram feitas na noite de quarta (15). Nas imagens do circuito de segurança da universidade, aparecia um homem que foi identificado pela Polícia nesta sexta-feira (17). O nome do suspeito não foi divulgado, e a universidade não diz se ele é aluno da instituição.

Imagem via Twitter

Em nota, a Unicamp declarou que se preocupa com a segurança no campus e vem tomando diversas providências, a exemplo da intensificação de rondas em horários e locais específicos que são mais vulneráveis.

Caso o suspeito seja o autor e aluno da Unicamp, ele poderá ser processado internamente e sofrer penalidades como expulsão da universidade, como informou a universidade à Rede EBC.

A Unicamp abriu uma sindicância interna e registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil na quinta (16). A ocorrência segue em andamento.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.