Creators Meets

Catarina GLAM, a paixão pelas formas, pelos materiais e pelas máquinas

Do graffiti e da pintura de murais dos primeiros dias, a arte urbana de GLAM evoluiu para um universo multidimensional, onde o papel, a madeira e as máquinas são essenciais.
27.4.18

Catarina GLAM começou o percurso no Mundo da arte urbana no ano 2000, numa altura em que a paixão pelas cores e formas assumiu uma maior dimensão na sua vida. Numa primeira fase dedicou-se ao graffiti e à pintura de murais, mas não tardou até se envolver noutras plataformas, suportes, escolha de materiais e recurso à maquinaria.

Os trabalhos multidimensionais são, hoje, a característica mais vincada do seu corpo de trabalho e o papel e a madeira a matéria-prima com que dá asas a uma criatividade sem limites. O universo de GLAM é, pois, vasto e complexo, uma espécie de caos organizado que tem reflexo directo no seu estilo.

Tudo o que desenvolve é feito de forma criteriosa e, por mérito próprio, uma prova cabal de que Catarina é uma artista atenta ao mais ínfimo pormenor. Parte do Colectivo Coruja (que integra a plataforma de apoio à criação CORUJA PARA AS ARTES) juntamente com oito outros street artists - entre os quais Kruella d'Enfer e Mário Belém - GLAM abre-nos agora a porta para o seu mundo.


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.