VICE Specials

A epidemia da dependência de xarope para a tosse no Zimbabué

O país africano está em risco de perder metade da sua população jovem para um crescente problema relacionado com o consumo de xarope para a tosse à base de codeína.
7.1.19

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.

Metade da população jovem do Zimbabué está em risco de se tornar dependente de xarope para a tosse à base de codeína, à medida que uma autêntica epidemia de consumo deste medicamento cresce de forma alarmante, de acordo com especialistas locais.

Apesar do problema, o governo do país não abriu ainda qualquer clínica de tratamento e reabilitação, o que significa que os dependentes são, muitas vezes, enviados para prisões ou alas psiquiátricas.

O xarope para a tosse, na sua maioria da marca Broncleer, é importado ilegalmente da África do Sul e vendido nas ruas, em bares, pátios escolares ou transporte públicos, por cerca de três dólares o frasco. Fomos conhecer actuais e antigos consumidores, bem como responsáveis pelas ONGs que estão a tentar forçar o governo a abrir centros de tratamento, de forma a tentar perceber porque é que esta se tornou a droga favorita de tantos jovens do Zimbabué.

Este documentário foi produzido com a ajuda da organização DanChurchAid.


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.