FYI.

This story is over 5 years old.

A Coletânea 'Bahia Bass Vol. 2' É Pura Malemolência

O Braza Music acabou de lançar uma nova compilação baseada no suinguístico e brasileiro gênero, tudo sob a curadoria do fera Mauro Telefunksoul.
15.12.14

O Mauro Telefunksoul se tornou um tipo de porta-voz do bahia bass. A gente deu uma palavrinha com ele em julho sobre a expansão dessa mistura entre ritmos baianos e bass music quando o selo Braza Music, do Renato Martins (que também é o cara à frente do Funk na Caixa), lançou a coletânea Bahia Bass Vol. 1 (parte 1 e parte 2), sob curadoria do próprio Mauro. Nesta segunda (15) ele repete a dose e a parceria com a Braza no lançamento do volume 2 dessa compilação, com 10 faixas todinhas trabalhadas na malemolência e no batidão mais suingado do gênero, e boa parte delas foram feitas por produtores que fogem do eixo Rio-São Paulo.

Publicidade

O Renato, lá na página do Bahia Bass, também mandou a letra sobre cada música da coletânea. Enquanto escuta o Bahia Bass Vol. 2, bate o olho aqui nesse faixa-a-faixa:

Mauro Telefunksoul – Oh Lord! (Tributo ao Olodum)
Abrindo o segundo volume, Mauro Telefunksoul traz mais uma produção em homenagem ao blocos afro e afoxés, que dessa vez remete ao Olodum, um famoso e pioneiro grupo de percussão da capital baiana, com a faixa "Oh Lord!".

VNDL e M.S$ Nova $$a
Em seguida, o cantor Vandal chega rasgando nos vocais com seu sotaque marcante e gírias próprias. A Bahia tem uma nova voz: a música "Nova $$a" vem suingada no pagodão produzido pelo agora extinto duo A.MA.SSA.

DJ Werson Sapohha
Outro nome novo é DJ Werson, de Juazeiro (BA), que não brinca ao mostrar a arrepiante "Sapohha" (hit já conhecido nas mixtapes e pistas do Telefunksoul), sob o ritmo do pagode baiano.

Lord Breu Quebradeira
Com dez músicas, não deixaríamos de fora nosso amigo Lord Breu e seu característico moombahton baiano em "Quebradeira".

Os Nelsons – Vai Passar Mal
"Vai Passar Mal" é a música d'Os Nelsons, adiantando a próxima faixa do EP Zouk Bass do Cangaço, som do interior do estado.

João Brasil feat. MC Sabará – Pai Amor
O convidado João Brasil (RJ) mostra que entende da música baiana e brasileira e, junto do MC Sabará, baixa o santo em "Pai Amor", uma mistura de funk carioca com banalidade nagô.

Loro Voodoo – Catuaba Style
Chegando quase no fim, "Catuaba Style" é outro hit do volume 2, produzido pelo talentoso Loro Voodoo, de Itapetinga (BA) e também presente no vol.1, em que o ritmo segue o calor da bebida típica do Brasil.

DaBeat28 Carnival
O produtor DaBeat28 aparece trazendo o ar de dance music para o ritmo baiano, quebrando com a cultura do som periférico no pagodão ou da influência dos blocos de axé. Aqui a regra é experimentar e ele veio com a faixa "Carnival".

Capitão América – Shake Your Body Girl (Remix)
Já o Capitão América a.k.a. Mr.C@ppy (ex-integrante da famosa banda baiana de axé music BragaBoys, que fez muito sucesso no Brasil com o mega hit "Bomba") brinca com a dualidade dos vocais em "Shake Your Body Girl (Remix)". É também um dos pioneiros a misturar dancehall com pagode baiano, chamando o estilo de sacanation.

ÀTTØØXXÁ feat. OZ – Astral
E fechando o volume 2 surge o novo projeto ÀTTØØXXÁ, de Rafa Dias, que com "Astral" traz sua versão arrocha pra a bass culture com os vocais de OZ, músico da cena baiana.

Acompanhe os lançamentos da Braza Music nas redes:
facebook.com/brazamusic 
soundcloud.com/brazamusic
brazamusic.bandcamp.com