VICE Specials

Os "jogos do fogo" em Nápoles

A VICE acompanha um grupo de jovens napolitanos entre os 10 e os 17 anos, durante a tradicional "guerra" anual entre vários bairros dos subúrbios.
2.1.18

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.

Todos os anos, a 17 de Janeiro, adolescentes da cidade de Nápoles, em Itália, juntam-se para erguerem uma fogueira e, assim, assinalarem o dia de Santo António. A celebração tem centenas de anos, no entanto, recentemente tornou-se bastante controversa, com parte da população local a considerar que a tradição não é mais que uma forma de iniciar os jovens no mundo do crime.

O evento chama-se "Cippo" e nos últimos anos transformou-se numa autêntica guerra entre os mais novos, pertencentes aos chamados "gangs de bebés", oriundos de vários bairros da periferia, que não se poupam a esforços para roubar árvores e fazer a maior fogueira possível. Um sinal da sua força. Preparam-se durante meses e, depois, mantêm-se acordados toda a noite para guardarem a madeira em locais secretos. Uma forma de aprenderem a proteger o que juntaram.

O "Cippo" afecta toda a gente na cidade de forma diferente. Com a realizadora napolitana Victoria Fiore, a VICE acompanha um grupo de adolescentes do Bairro Espanhol, uma zona desfavorecida e o cenário real da série televisiva Gomorra, bem como Rosa, uma mãe orgulhosa que avisou o filho dos perigos e agora tem de lhe escrever para a prisão, e ainda Eleonora, uma assistente social, que apoia a tradição como forma de os jovens expressarem a sua criatividade e de aprenderem noções de hierarquia, lealdade e dedicação.

O problema é que, enquanto os adolescentes continuam a transformar as ruas estreitas de Nápoles num paraíso pirómano, não é fácil dizer se o "Cippo" é, hoje, uma tradição, uma brincadeira, ou um ritual de iniciação.

Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.