Viagens

"Queer Prom": fotos de casais a viverem as suas fantasias do liceu

Duas vezes por ano, este evento em Brighton, no Reino Unido, oferece uma segunda oportunidade a pessoas LGBTQ com más memórias dos seus bailes de finalistas.

Por Zing Tsjeng
12 Setembro 2018, 5:04pm

Leila Davis e Fleur Finch. Todas as fotos por Kaliedo Shoots.

Este artigo foi originalmente publicado na nossa plataforma Broadly.

A DJ e produtora de eventos Vicki Cook não guarda boas memórias do seu Baile de Finalistas. "Fui de vestido comprido, saltos altos, spray bronzeador e maquilhagem da Debenhams [uma loja do Reino Unido]", recorda. E acrescenta: "Passei a noite inteira a sentir-me invisível e alienada, que era também a forma como me sentia na escola. Não fazia ideia de quem eu própria era nessa altura e muito menos de que era queer".

Quando começou a falar com outras pessoas LGBTQ sobre os seus bailes de finalistas, apercebeu-se que não era a única. "Ou não foram ao baile, ou foram, mas não conseguiram ter a experiência que queriam, devido ao seu género ou orientação sexual", afirma. Para muitos, uma experiência que devia ter sido um marco comemorativo do fim do liceu, tornou-se em algo que os fez sentir ainda mais isolados e infelizes.

Em 2014, Vicki começou a organizar o "Queer Prom" com a sua namorada Jules, numa tentativa de "mudar a narrativa", como ela o exlica. O evento sem fins lucrativos acontece duas vezes por ano em Brighton - a capital LGBTQ do Reino Unido - e oferece às pessoas queer a oportunidade de reviverem o seu baile de finalistas por uma noite. Os lucros do evento vão para organizações LGBTQ locais escolhidas através de votos dos participantes. Este ano, a instituição principal a receber o apoio é a Mermaids, uma organização que apoia crianças transsexuais e gender-diverse. É o único evento desta dimensão e deste tipo no Reino Unido e Cook diz que a reacção do público tem sido "emocionante e arrebatadora".

Mais de 500 pessoas participaram no "Queer Prom" de Agosto último, durante o Pride em Brighton, com um casal a decidir tornar a sua noite mais especial ao ficarem noivos na pista de dança. A festa é recebida alegremente pela comunidade LGBTQ: "Há tantas pessoas a abordarem-nos, dizendo que desejavam que todos os bailes de finalistas fossem como o 'Queer Prom' e que se sentem agradecidas e felizes por terem podido repetir a experiência e, agora sim, aproveitar o baile!".

Leila Davis contou à Broadly que esteve no "Queer Prom" com a namorada, Fleur Finch, para marcar o aniversário de três anos do casal. "O primeiro 'Queer Prom 'calhou na melhor altura, porque tínhamos falado sobre como a Fleur não tinha conseguido ir ao seu baile de finalistas como o seu eu verdadeiro e sentia que tinha de usar vestido para o baile para evitar um confronto com a normativa hetero", conta Davis. E Finch acrescenta: "O aspecto mais empoderador foi poder vir ao baile com a minha namorada Leila e sentir-me completamente segura. Sinto-me com muita sorte por ter tido uma segunda hipótese neste ritual de passagem, com a mulher que amo. Agora sim, percebo o alarido à volta do baile de finalistas".

Abaixo podes ver as fotografias, quer românticas quer não românticas, do "Queer Prom" deste ano. O "Queer Prom" de Londres está marcado para 20 Outubro. Mais informações e bilhetes aqui.


Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.