Elon Musk está brigando com um artista por causa de um unicórnio peidando

O cara não cansa de passar vergonha.
Drew Schwartz
Brooklyn, US
MS
Traduzido por Marina Schnoor
3.7.18
Foto de Musk por Anthony Harvey/Getty Ilustração de unicórnio via Twitter.

Esta semana, Elon Musk teve que lidar com colonizar Marte, construir um Hyperloop e tentar não fazer merda em seu namoro com a Grimes, fora um problema de grande importância: Discutir no Twitter com a filha de um artista sobre um unicórnio peidando.

Na terça-feira, a musicista Lisa Prank acusou Musk de roubar a arte do pai e usar na interface da Tesla, segundo o Westword de Denver. A obra-prima em questão, feita pelo oleiro do Colorado Tom Edwards, é uma caneca que mostra um unicórnio soltando um peido no que parece ser um bong de cerveja, conectado a um tubo usado para abastecer um carro elétrico.

Segundo o Westword, as vendas das canecas dispararam depois que Musk tuitou sobre o desenho, e Edwards ficou muito feliz. Mas alguns meses depois, Musk usou uma imagem daquele unicórnio para demonstrar a função sketch pad do Tesla, um recurso lançado em 2017. Musk usou a imagem de novo no cartão de Natal enviado aos donos da Tesla, segundo o Westword. Segundo Prank, seu pai não sabia nada disso, e não foi pago pelo uso da imagem.

Edwards contratou um advogado para falar com Musk para ser compensado por seu desenho, mas aparentemente Musk nunca respondeu. E assim, na quarta-feira, Musk se viu numa briga no Twitter com a filha de Edward sobre o tal unicórnio peidorrento.

Gente, o namorado da Grimes roubou a arte do meu pai! História real! O que você tem a dizer @elonmusk?”

Numa série de tuítes agora deletados, Musk respondeu a Prank diretamente, dizendo que Edwards “pode processar se quiser, mas seria meio bosta”.

Musk, que vale $20 bilhões, desde então deletou todos os tuítes fazendo referência à besta mitológica flatulenta e bloqueou Prank. E mesmo Edwards admitindo que seu unicórnio peidando não é “tão sério quanto denúncias”, ele ainda espera por uma solução amigável.

“Honestamente, é uma questão de integridade”, ele disse ao Guardian. “Quero ficar de bem com o Elon Musk… Ele é muito, muito interessante. Mas ele não está acima do copyright.”

Matéria originalmente publicada na VICE US.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.