Um festival holandês criou uma mini-Berghain — e ninguém conseguiu entrar

A "Berghenk Experience" era bem simples: você fica na fila pra entrar, é rejeitado, e tenta de novo.
3.8.16
Berghenk in the flesh at Beyond festival.

A Berghmania é muito real, amigos. Adoradores incondicionais do meca do techno de Berlim ofereceram subornos para entrar, projetaram simuladores que imitam suas famosas políticas de entrada, e postaram vídeos de baixa qualidade sobre o que acontece lá dentro. Foram criados guias ilustrados sobre como entrar, guias não-ilustrados sobre como entrar, e perfis do local em todos os lugares, da Rolling Stone ao The New York Times. É a balada mais famosa do mundo e há chances de que até sua mãe tenha ouvido falar sobre ele. E sua mãe odeia baladas.

O que nos levou a essa obsessão? Por que nos importamos tanto com um clube em que a maioria de nós nunca vai nem pisar? Além da música de primeira classe e das vibes em sua entrada santificada, o conceito de rejeição provavelmente contribuiu para a aura mística do clube. A rejeição não é o mais divertido, mas sem ela, não haveria eventual vitória.

No último final de semana, 29 de julho a 1º de agosto, o festival Beyond, na Holanda, tirou um sarro do ethos de constante rejeição da Berghain na forma de uma mini-Berghain localizada dentro do festival, completa com uma fachada inspirada na do clube. Alojada em conjunto com uma organização sediada em Amsterdã, Bauhaus, a "Berghenk Experience" era bem simples: você entrava numa fila pra passar pelo portão, era rejeitado, e tentava tudo de novo. Parece que haviam ingressos reais sendo vendidos, e um DJ chamado Self estava tocando, algo, em algum lugar, dentro da tenda em que ninguém conseguir entrar. Ele recentemente postou um vídeo de seu set de 12 horas, para aqueles que não entraram.

"Hora de treinar suas habilidades de ficar na fila e de fazer a caminhada da vergonha", os organizadores escreveram no Facebook, sobre a instação. "Nós construímos e simulamos uma certa balada de Berlim no meio do festival ("Nós a chamamos de Berghenk", eles disseram), incluindo uma fachada e um pouco de techno dark e pretensioso." Eles também incluiram um mapa que cava seu ethos ainda mais dentro do seu cérebro:

1. Fique na fila
2. Seja rejeitado
3. Volte para a fila
4. Seja rejeitado
5. Volte para a fila
6. Seja rejeitado
7. Volte para a fila
8. Seja rejeitado
9. Volte para a fila

Como muitos fins de semana lendários que ocorrem na Berghain, é possível que nós nunca saberemos sobre muito do que aconteceu dentro de Berghenk. Por agora, e talvez pra sempre, tudo o que temos são essas fotos horríveis e vídeos esporádicos. Para aqueles que não entraram, tudo o que eles tem são sua rejeição, e seus sonhos. Talvez tenha que ser assim.

Siga o THUMP nas redes Facebook // Soundcloud // Twitter.