FYI.

This story is over 5 years old.

Ouça a Primeirona Compilação de Tropical Bass do Peru

'Peru Boom' da Tiger's Milk Records é um guia com a mais nova música produzida em Lima.
1.7.15

Há três anos numa dessas noites, o fundador da Tiger's Milk Records, Martin Morales, abriu os olhos para uma nova revelação. Sem surpresa, isso rolou durante uma festa, claro. Morales foi convidado por seus amigos para o show do Dengue Dengue Dengue, o duo de tropical bass de Lima, um dos grandes nomes do gênero peruano. No rolê, ele viu um lance nunca antes visto: DJs mixando chicha (a versão mais rápida peruana da cumbia) com basslines eletrônicas, enquanto os DJs estava acompanhados por uma banda de chicha dos anos 70. "Os moleque deviam estar loucos ao misturar tropical bass e sons tradicionais. Foi como uma rave moderna peruana como eu nunca tinha visto antes," relembra Morales.

Ouça: "Saiu a Coletânea Hy Brazil Vol. 7"

Inspirado por essa mistura despretensiosa entre o velho e o novo, Morales decidiu lançar uma série de compilações pela Tiger's Milk capturando esse som. A primeira, Peru Bravo, mantém o foco no funk político dos anos 70, enquanto a segunda compilação, Peru Maravilloso, pega o jazz do final dos 60. A última compilação, Peru Boom — que você pode ouvir no player acima — serve como um guia para o novo som de Lima: tropical bass, um gênero híbrido que mistura elementos eletrônicos com tradicionais sons da América do Sul, África, Espanha e a herança andina peruana.

Ouça a mix exclusiva do Dengue Dengue Dengue para o THUMP

Trabalhando com o co-fundador da Tiger's Milk, Duncan Ballantyne e o DJ de tropical bass Chakruna, Morales colocou lado a lado alguns dos produtores underground mais importantes de hoje, incluindo aí Dengue Dengue Dengue, Animal Chuki e Deltatron. "Nessa compilação, tentamos mostrar o desenvolvimento, nos últimos cinco anos, da cena tropical bass no Peru," diz Chakruna. "Inicialmente, pretendemos incluir uma faixa de cada um dos produtores, porém vimos que o álbum poderia ter apenas uma vibe. A vibe tem como objetivo mostrar a variedades de gêneros saídos da cena, com influências do chicha e cumbia peruanas."

DJ Chakruna, um dos membros do time responsável pela compilação 'Peru Boom'.

Graças aos propagadores das festas underground no Peru escalando DJs de bass tropical, e todos os DJs que tocam o gênero em festivais internacionais, como o Sónar, Chakruna está confiante que o tropical bass terá um futuro brilhante, em casa e para além da sua fronteira. "Nós estamos lentamente, porém de maneira certeira, atraindo mais atenção de cada vez mais pessoas e nossa audiência só cresce a cada dia," me diz Chakruna — e eu acredito nele.

Siga a Michelle Lhooq no Twitter