Um monge japonês está recriando a Tóquio feudal em realidade virtual

FYI.

This story is over 5 years old.

Um monge japonês está recriando a Tóquio feudal em realidade virtual

Imagina só aprender História num game desses.
27.5.16

Em 1603, o Japão rompeu relações diplomáticas com o resto do mundo e se tornou, efetivamente, um reino eremita. O período entre 1603 e 1868 se tornou conhecido como o período Edo e é retratado com frequência em filmes e outros meios de comunicação.

Um monge budista que virou empreendedor digital quer trazer isso de volta à realidade – ou melhor, à realidade virtual – com seu projeto EDO VR.

"O período Edo foi um período muito peculiar na história japonesa, mas há poucos registros visuais desse período", me contou Oishi Shinkyo por telefone. "Eu realmente quero que as pessoas do presente aprendam sobre esse período e se divirtam ao mesmo tempo."

Publicidade

Shinkyo está trabalhando com o historiador da arte Nobuo Nakamura para recriar uma rua famosa que se estende de uma área de Tóquio (Nihonbashi) a outra (Kanda), baseado num famoso pergaminho chamado Kidai Shoran. Num primeiro protótipo, você pode ver ruas tradicionais e construções acompanhadas por pessoas do Japão antigo.

Shinkyo Oishi é um monge budista que se tornou empreendedor digital. Imagem: Shinkyo Oishi

Eles usaram o Kidai Shoran como referência devido a sua abrangência.

"Xilogravuras costumam exibir apenas uma cena, mas essa obra de arte mostra toda a rua", diz Shinkyo. "É um pouco como se fosse um Google Street Map do passado."

Shinkyo, que vive como um monge budista desde que nasceu, estudou na Universidade Ryukoku – originalmente fundada apenas para monges budistas – antes de entrar no setor de tecnologia. Ele passou alguns anos trabalhando em empresas tecnológicas e criando apps de jogos antes de criar sua própria startup de realidade virtual, AVATRA, há seis meses para se concentrar em seu projeto de recriar a Tóquio feudal em realidade virtual. Shinkyo continua trabalhando meio-período como um monge.

Samurais dentro de uma residência. Crédito: Avatra

Por meio da criação desse mundo virtual, Shinkyo explicou que quer oferecer um retrato mais autêntico do Japão no período Edo do que o espectador médio pode ter visto nos filmes de época e programas de televisão japoneses mais populares.

"Esses programas às vezes criam uma versão fantasiosa do Japão no período Edo, incluindo elementos que na verdade não existiram no passado", disse Shinkyo, citando como exemplo as cenas de lutas épicas entre samurais. "Há muitas falhas no conhecimento da população sobre esse período histórico – na verdade foi uma época muito pacífica, por exemplo."

Publicidade

Embora o projeto esteja apenas começando, Shinkyo quer que as pessoas tenham uma ideia do que mudou e do que não mudou em Tóquio. Por exemplo, ele notou que muitos nomes de ruas permanecem os mesmos, embora enormes arranha-céus hoje ocupem o espaço onde antes talvez houvesse uma cabana de madeira.

Uma vista panorâmica de um castelo Edo. Crédito: AVATRA

O objetivo final de Shinkyo é transformar sua versão virtual de Tóquio num game, e ele também acredita que ela pode ser usada em museus e salas de aula para que crianças recebam uma aula de história mais dinâmica.

"No momento nós estamos apenas fazendo uma campanha de crowdfunding para recriar partes da Tóquio do período Edo em realidade virtual, e é um processo de tentativa e erro neste estágio, mas depois disso queremos criar um projeto de um game que inclua uma narrativa, ou que se concentre em fatos específicos ocorridos em partes de Tóquio", acrescentou Shinkyo.

Tradução: Danilo Venticinque