Entretenimento

Por favor, adote o Bruno, o gato mais exigente do mundo

“Sim, eu sei que sou FRESCO”, assume o próprio gato.
Madalena Maltez
Traduzido por Madalena Maltez
MS
Traduzido por Marina Schnoor
Foto via the Wright Way Rescue. 

Você está em busca de um pet que precisa de muita, mais muita atenção mesmo? Que só gosta de receber carinho em lugares específicos e beber água em certos cômodos? Se parece o nível de responsabilidade que você precisa na sua vida, eu gostaria de te apresentar ao Bruno, um gato de sete anos que atualmente precisa de um lar:

O Bruno é ótimo para pessoas que adoram uma boa ironia, porque ele é o arrombadinho fofo mais fresco de uma espécie criada para ser de baixa manutenção. Segundo uma postagem do Facebook do seu lar temporário, o Wright Way Rescue em Morton Grove, Illinois, Bruno é um “menino muito relaxado e preguiçoso”. Mas essa suposta atitude “relaxada” contradiz quase tudo sobre ele, como destacado numa postagem que pode muito bem ter sido escrita pelo próprio gato.

Publicidade

Segundo o Bruno, ele é:

- Muito “falador”.

- “Está de dieta.”

- Só gosta da sua varinha com pena (não dos outros brinquedos! (“Gosto muito de brincar com minha varinha de pena. Não tanto assim com meus outros brinquedos e arranhadores.”)

- Fica de pé quando está com fome (uma coisa boa, objetivamente falando).

- Não vai comer se você não fizer carinho nele.

- Vai miar sem parar, mesmo depois que você colocar a comida, se não estiver recebendo carinho enquanto come: (“Adoro receber carinho quando como. Minha mãe adotiva levou um tempo para perceber por que eu estava miando, mesmo depois dela colocar ração na minha tigela. Logo ela descobriu que era porque quero carinho enquanto estou comendo! Ainda vou comer se você não fizer carinho, mas vou ficar miando e te encarando por um tempo.”)

- Gosta de carinho na cabeça, e vai ficar puto se você encostar na barriga dele, mesmo quando ele estiver de pé com a barriga exposta porque está com fome. (“Só gosto de carinho na cabeça e nas costas. Sei que minha barriguinha é muito tentadora, mas prefiro que você não toque nela. Posso te dar uma patada ou fingir que vou morder se você fizer isso.”)

- Só bebe água se ela estiver numa sala separada da cozinha, onde está a comida. O Wright Way Rescue sugere colocar várias tigelas de água pela casa (?!?) (“Nunca bebo água na cozinha onde minha comida está. Só bebo a água se ela estiver numa outra sala. Se você tem uma casa grande, talvez seja uma boa ideia colocar várias tigelas de água pra mim e me dar água fresca pelo menos uma vez por dia? Sim, eu sei que sou FRESCO.”)

Cuidar do Bruno parece ser um trabalhão. Mas pensando bem, quem somos nós pra dizer que esse gato é muito fresco? Todo mundo é meio fresco, né – com nossos gostos diferentes pra comida, alergia a glúten, selfies, todos esses hobbies e pessoas de quem a gente gosta ou não. E essa coisa de personalidade e peculiaridades não são exatamente o que nos torna pentelhos para alguns e queridos para outros? Odiar o Bruno seria odiar a nós mesmos, então por favor, adote o Bruno. O ame do mesmo jeito que você gostaria de ser amado – com todas as suas falhas, peculiaridades e frescuras.

Matéria originalmente publicada na VICE US.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.