lebanon 2019 anti government protests corruption beirut
“Revolução”, “saia”: algumas das pichações em muros de Beirute em 19 de outubro. Todas as fotos por Tamara Abdul Hadi e Roy Saada. 
Foto

Fogo, fúria e mudanças: os protestos no Líbano em fotos

Os libaneses deixaram suas diferenças sectárias de lado e se uniram para mais de uma semana de manifestações. Isso foi o que dois fotógrafos viram por lá.
RS
fotos por Roï Saada
MS
Traduzido por Marina Schnoor
29.10.19

Desde de quinta-feira retrasada, as ruas do Líbano estão estremecendo com o barulho e movimento de protestos enormes. Quase quatro milhões de pessoas se uniram na revolta contra os baixos padrões de vida, aumento do desemprego, corrupção e pobreza desenfreadas e a má gestão generalizada do país. Segundo o Banco Mundial, mais de um quarto da população do Líbano vive agora abaixo da linha da pobreza. A fotógrafa iraniana Tamara Abdul Hadi e o fotógrafo libanês Roy Saada saíram às ruas da capital Beirute para retratar a atmosfera dos protestos, que exigem a remoção de todo o sistema político sob o slogan: “Tudo significa tudo”.

Publicidade

“A energia nas ruas é eletrizante e esperançosa, sem falar que isso deveria ter acontecido há tempos”, Abdul Hadi e Saada disseram a VICE Arábia. “Pessoas de todas as idades, pais com os filhos, universitário e avós, o povo do Líbano está tomando as ruas para protestar contra a corrupção e impostos – pedindo a queda do regime – sem partidos políticos ou filiações sectárias. Pela primeira vez na história moderna do Líbano, as pessoas deixaram diferenças religiosas e políticas de lado para exigir a responsabilização dos políticos.”

Saque mais imagens dos dois fotógrafos abaixo:

1571912682877-_A230461

Pessoas protestando em Jal el Dib, uma cidade libanesa na província do Monte Líbano, em 23 de outubro.

1571912851321-_A230578

Durante uma das muitas tentativas do exército libanês de abrir as estradas bloqueadas pelos manifestantes, uma mulher corre para os soldados e cai de joelhos numa oração. Jal el Dib, 23 de outubro.

1571914084334-_A230501

Manifestantes mostraram sua união com o exército libanês entregando rosas para para os soldados. Jal el Dib, 23 de outubro.

1571913124031-_A230417
1571913535203-_A230304
1571913146172-_A230057-1

Os protestos que começaram em 17 de outubro continuam fortes apesar da chuva. Jal El Dib, 23 de outubro.

1571915601473-_A230223
1571913068351-_A230183
1571914842151-_A180141

"Revolução", "saia": algumas das pichações nos muros de Beirute. 19 de outubro.

1571587503873-_A190231

Manifestantes num dos muitos canteiros de obra da cidade, tentando conseguir uma vista melhor dos protestos. Beirute, 19 de outubro.

1571914941080-_A190283

Mulheres têm um papel crucial em manter os protestos pacíficos. Um grupo organizado de mulheres forma uma barreira entre o exército e os manifestantes. Beirute, 19 de outubro.

1571587528216-_A190366

Muitos homens e mulheres em motos rodam a cidade como um ato de desobediência. Beirute, 19 de outubro.

1571993097684-1571587896955-IMG_0948s

Manifestante com a pintura do Coringa no centro da cidade. Beirute, 19 de outubro.

1571993152758-1571587940768-_A190017

Um autorretrato num dos prédios mais vandalizados do centro da cidade, símbolo do controle capitalista e das elites da maior parte do centro. Beirute, 19 de outubro.

1571661335208-222222

Um manifestante com pintura do Coringa passa por uma fogueira no centro de Beirute. 19 de outubro.

Matéria originalmente publicada na VICE Arábia.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Tradução do inglês por Marina Schnoor.