Politică

As reações à fala de Eduardo Bolsonaro sobre fechar o STF

Em vídeo divulgado nas redes, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) disse que basta apenas um soldado e cabo para fechar o órgão.
22.10.18
As reações à fala de Eduardo Bolsonaro sobre fechar o STF
Screenshot via YouTube.

"Se quiser fechar o STF, […] manda um soldado e um cabo". Essa foi a solução dita por Eduardo Bolsonaro, deputado federal do Partido Socialista Liberal pelo estado de São Paulo, questionado durante uma aula preparatória de um concurso público, em junho de 2018, se o Supremo Tribunal Federal poderia impugnar um possível mandato de seu pai, o candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL).

Eduardo ainda pergunta no vídeo que se sai um ministro do STF, "o que ele é na rua?". A aula com a pergunta foi gravada e o vídeo foi revivido nas redes sociais no último domingo (21), levando o nome de Eduardo aos trendings topics. Em resposta ao vídeo, o deputado se desculpou pelo Twitter e disse que nunca defendeu o fechamento do STF e que se atingiu alguém, não era sua intenção. O STF se pronunciou nesta segunda (22), em nota composta pelo presidente do Supremo, Dias Toffoli, afirmando que "atacar o Poder Judiciário é atacar a democracia".

De imediato, políticos, autoridades e ministros do Supremo contestaram a fala do parlamentar. Compilamos alguns deles:

"No Brasil, as instituições estão funcionando normalmente e juiz algum que honra a toga se deixa abalar por qualquer manifestação que eventualmente possa ser compreendida como inadequada" - Rosa Weber, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, via Agência Brasil.

Publicidade

“O Supremo Tribunal Federal é uma instituição centenária e essencial ao Estado Democrático de Direito. Não há democracia sem um Poder Judiciário independente e autônomo. O País conta com instituições sólidas e todas as autoridades devem respeitar a Constituição. Atacar o Poder Judiciário é atacar a democracia" - Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, via Agência Brasil.

"Além de inconsequente e golpista, mostra bem o tipo (irresponsável) de parlamentar cuja atuação no Congresso Nacional, mantida essa inaceitável visão autoritária, só comprometerá a integridade da ordem democrática e o respeito indeclinável que se deve ter pela supremacia da Constituição da República" - Celso de Mello, decano do STF, em nota à Folha de S.Paulo.

"As declarações do deputado Eduardo Bolsonaro merecem repudio dos democratas. Prega a ação direta, ameaça o STF. Não apoio chicanas contra os vencedores, mas estas cruzaram a linha, cheiram a fascismo. Têm meu repúdio, como quaisquer outras, de qualquer partido, contra leis, a Constituição" - Fernando Henrique Cardoso, ex-presidente da República, via Twitter.

"É algo inacreditável que tenhamos que ouvir tanta asneira da boca de quem representa o povo. Nada justifica a defesa do fechamento das instituições republicanas." - Alexandre de Morais, ministro do Supremo, via UOL.

"Tempos estranhos, vamos ver onde é que vamos parar. É ruim quando não se tem respeito pelas instituições pátrias, isso é muito ruim" - Marco Aurélio Mello, ministro do Supremo, via Broadcast Político.

Publicidade

"O mais importante tribunal do país tem usado a Constituição como guia para enfrentar os difíceis problemas que lhe são colocados, da forma como deve ser. É obrigação do Estado defender o STF" - Cláudio Lamachia, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), via Broadcast Político.

"É uma manifestação lamentável, que só posso crer que tenha sido um arroubo de campanha, que não tenha nenhuma outra consequência. De qualquer sorte, sendo deputado federal, com a eleição que teve, é de se esperar que agora, já eleito, ele tenha um discurso mais cuidado" - Torquato Jardim, ministro da Justiça, via Agência Brasil.

“Nós vamos correr riscos inclusive físicos se nós não alertamos o país que a oposição, jornalistas, juízes, estão sendo ameaçados antes do pleito terminar. Se ele tem a coragem de ameaçar a democracia antes das eleições, o que ele fará com o apoio dos eleitores?" - Fernando Haddad, candidato à presidente da República, via Agência Brasil.

"O vídeo de Eduardo Bolsonaro falando que basta "um soldado e um cabo" para fechar o STF mostra bem o descompromisso dessa turma com a democracia" - Guilherme Boulos, ex-candidato à presidente da República, via Twitter.

"Não existe isso de crítica e fechar STF. Se alguém falou em fechar o STF, tem que consultar o psiquiatra", Jair Bolsonaro, candidato à presidente da República, via Agência Brasil.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.


Assista ao nosso documentário "O Mito de Bolsonaro"