O conto de Farida, por Maurício Lima
Fotos

O conto de Farida, por Maurício Lima

A jornada de uma família síria rumo à Europa contada através das fotos de Maurício Lima, o único brasileiro ganhador de um Pulitzer.
28.4.17

Farida, um Conto Sírio é um registro fotográfico de extrema excelência. O projeto que começa na guerra da Síria segue acompanhando a jornada de refugiados que decidiram fugir do conflito em direção à Europa. Essa viagem dolorosa e cheia de sentimentos foi retratada pelo fotógrafo paulistano Maurício Lima, 42, que acompanhou os passos de uma família síria nessa extenuante travessia. As fotos, que ganharam o Pulitzer de 2016 e o consagraram como único brasileiro a abocanhar uma das maiores honrarias do jornalismo mundial, estão em exposição no MIS (Museu da Imagem e do Som), em São Paulo até o dia 28 de maio, como parte da programação do Mês da Fotografia.

Publicidade

Maurício, que desde 2003 documenta os conflitos no Oriente Médio, estava em Belgrado, na Sérvia, quando se encontrou com a família dos Majid dormindo em uma barraca. O encontro do fotógrafo com seus personagens funcionou como uma jornada também para o fotógrafo, que passaria 29 dias acompanhando e vivendo a saga dos Majid rumo à Europa. "Como você passa a confiar em alguém? O que essa família tinha a ganhar permitindo que eu os fotografasse em um dos momentos mais críticos de suas vidas?", questiona Maurício. "O tempo foi construindo a intimidade. Em nenhum momento os Majid me pediram para que eu parasse de fotografar ou para que eu não fotografasse algo."

Em certo ponto, o hábito da fotografia virou uma brincadeira para o profissional e a família síria. "Fazíamos uma espécie da placar para contabilizar quantas vezes um fotografava o outro dormindo", conta.

Nem todos os momentos são de sofrimento e as fotos transmitem isso. Uma sensação de enorme respeito pelos fotografados me tomou quando vi as imagens na sala escura onde estão expostas.

Foto: Maurício Lima

"Farida" é um nome forte e significa "única", "pérola" ou "incomparável". É também o nome da pedra preciosa da família Majid. Mesmo antes de vir ao mundo, a bebê Farida já sofria no ventre da mãe as dores causadas pelo conflito armado. O mesmo que fez com que cerca de cinco milhões de pessoas fossem obrigadas a deixar seus lares sírios em busca de refúgio em outro país.

A pequena Farida partiu da Síria dentro da segurança do corpo de sua mãe e veio ao mundo já na Suécia, após uma jornada migratória única vivida pelos Majid e pelo fotógrafo Maurício.

Publicidade

Antes da guerra, os Majid eram comerciantes e donos de uma fábrica de jeans na cidade de Afrin, próximo a Aleppo e Kobani, onde a guerra para derrubar Bashar al-Assad teve combates intensos.

Foto: Maurício Lima

Apesar de todas as dificuldades vividas pelos Majid e por Maurício durante essa travessia, a dignidade soa como um ponto central na exposição. Trata-se de uma família enfrentando uma jornada para o desconhecido, em fuga, atravessando fronteiras altamente vigiadas, sendo indesejada por onde passa. E, mesmo assim, é possível sentir nas imagens a dignidade e a força dos Majid. "O povo árabe é muito forte," frisa Maurício.

No dia 4 de maio deste ano os Majid realizam mais uma jornada: a família desembarca na cidade de São Paulo para um bate- papo com o público no MIS. No palco, o fotógrafo Mauricio Lima irá receber os sírios Ahmad, Farid Majid e três de seus filhos, Zein, Widad e Nabih, que irão compartilhar sua experiência nos mais de 50 dias de viagem a pé do Oriente Médio à Escandinávia, e as motivações que os levaram a deixar sua terra natal, em guerra há seis anos.

A entrada é gratuita e os ingressos serão distribuídos com uma hora de antecedência na recepção do museu.

MAIO FOTOGRAFIA NO MIS 2017
Data: até 28 de maio de 2017
Horário: terças a sábados, das 12h às 21h; domingos e feriados, das 11h às 20h
Ingresso: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (meia)
Classificação etária: livre
Museu da Imagem e do Som – MIS
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo | (11) 2117 4777 | www.mis-sp.org.br

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.