FYI.

This story is over 5 years old.

Por que o Foguete Antares Explodiu?

Pode ter a ver com velhos motores soviéticos.
29.10.14
Crédito: RT/YouTube

Numa missão de reabastecimento na Estação Espacial Internacional (EEI), o lançamento super antecipado do foguete Antares, da Orbital Science, acabou em decepção na noite anterior quando a aeronave não tripulada explodiu de maneira desastrosa com aproximadamente dez segundos de voo.

A explosão da Antares. Crédito: RT/YouTube

Felizmente, ninguém se feriu durante a explosão, mas os danos para a base de Wallops, nos Estados Unidos, são grandes — sem falar da perda de investimentos em equipamentos científicos e suprimentos para a equipe da missão.

Publicidade

Os danos para a base de lançamentos e para a reputação da Orbital Science como fabricante de veículos seguros para provavelmente vão retirar a companhia do jogo de reabastecimento da EEI durante muitos anos. Isso vai colocar o futuro das missões espaciais norte-americanas nos ombros da concorrente da Orbital, a SpaceX, uma companhia que — com todo respeito ao incrível time da Orbital — já superou sua rival em alguns níveis.

Ambas as empresas foram contratadas pela NASA num esquema de concessão em 2008, mas a SpaceX foi muito mais rápida quando o assunto era levar veículos a EEI. O primeiro lançamento bem sucedido de suprimento aconteceu no dia 8 de outubro de 2012, por volta da mesma época em que a Orbital estava realizando os primeiros testes do Antares na base.

Desde então, a SpaceX enviou quatro missões de reabastecimento com sucesso para a EEI. A quinta aconteceu em dezembro. O lançamento da noite passada seria o terceiro envio de suprimentos da Orbital.

A outra diferença fundamental é a abordagem técnica que as duas companhias tiveram no desenvolvimento dos seus foguetes e cápsulas e como isso se amarra na perspectiva global delas.

A Orbital optou por usar um design de espaçonaves estabelecidos, tomando a decisão controversa de tirar a poeira de um monte de motores da Soviet NK-33 para dar propulsão a Antares nas camadas mais baixas da órbita terrestre. Esses motores foram originalmente criados para impulsionar o malfadado programa lunar soviético entre o fim dos anos 60 e começo dos anos 70, mas eles foram empilhados quando essas missões foram abandonadas.

Publicidade

A Orbital renovou e modificou esses equipamentos para missões do século 21 — renomeando-os para AJ-26 —, mas não se apagou o fato de que o design dessa propulsão é baseado em engrenagens de foguetes velhos algumas décadas. Os AJ-26 foram tidos como causa de outra explosão da Orbital nesse ano, mas ainda é uma incógnita se isso contribuiu mais ou menos para o fracasso da noite anterior.

A abordagem da SpaceX, por outro lado, foi reinventar o design de foguetes — o que se conecta às ambições do CEO da companhia, Elon Musk, de enviar uma missão tripulada a Marte.

A família de foguetes SpaceX Falcon está vagarosamente evoluindo em sistemas completamente reutilizáveis de lançamento, enquanto a família Antares continua totalmente descartável — a cápsula e o propulsor queimam na atmosfera. Musk também está investindo em conceitos exóticos como o foguete Grasshopper, que pode decolar de uma base e pousar nela, como parte de sua visão ampla de uma frota espacial reciclável.

O Grasshopper em ação. Crédito: SpaceX/YouTube

A causa da decepcionante falha no lançamento da noite anterior está sujeita a especulação no momento, mas os efeitos são bem claros: a Orbital está saindo de cena por ora enquanto se recupera e se reconstrói. As missões norte-americanas de reabastecimento ficarão com a SpaceX até outra solução aparecer.

É um momento triste não só pra Orbital, mas para os entusiastas de aventuras espaciais como um todo. Mas isso serve como um lembra que os último 60 anos de aperfeiçoamento de foguetes não fez dos vôos espaciais algo livre de acidentes. Apesar de todos os avanços, ainda é muito difícil e impressionante lançar um foguete lotado de carga para uma estação espacial. A Orbital merece crédito por seus sucessos com a Antares tanto quanto merece uma investigação sobre a falha inesperada da noite anterior.