Publicidade
Este artigo tem mais de 5 anos.
Milhões de Festa

A piscina do Milhões, o sítio onde o Verão não acaba

Bem-vindos a Miami, Barcelos.

Por António Silva
12 Julho 2013, 3:00pm


Ilustração por Eduardo Santos e Nuno Ferreira

Bem-vindos a Miami, Barcelos: a terra da felicidade, do calor e da juventude eterna. Foi a este espaço que a organização do Milhões de Festa decidiu chamar de Palco Piscina. Como se DUAS piscinas por si só não bastassem para passar confortavelmente as tardes fumegantes de Julho, foi lá espetado um palco para poupar aos milhionários a difícil escolha entre ir ver concertos ou refrescar os corpos (cansados da noite anterior) na frescura da água clorada.

Considerado, por alguns, o ponto auge do MdF — e quem os pode censurar? —, o Palco Piscina é, por si só, um pequeno festival dentro de um festival e um verdadeiro hino ao Verão. Os concertos podem ser apreciados dentro de água, seja a dar umas braçadas na piscina dos graúdos, onde já chegou a haver uma sessão de aeróbica de 60 pessoas, ou a relaxar na piscina da criançada (tomem cuidado com o cogumelo gigante), ou em terra, na companhia de um mojito enquanto se doura a pele até ao tom pretendido.

É também na piscina que costumam aparecer duas das personagens mais polémicas do festival, o Homem de Branco e o Kikas. O Homem de Branco é um gajo com (adivinhem) uma túnica branca — que faz lembrar a do Tom Pai Pai do Dragon Ball —, uma bengala e um chapéu preto à cowboy, cuja aparição faz surgir cómicas teorias da conspiração sobre quem é e de onde veio. Será um polícia à paisana a tentar entrar na onda? Um grande sábio celestial que durante três dias desce a Barcelos para proteger a cidade da chuva? Um caminhante místico de origem duvidosa? Um mestre dos alucinogénios? Escolham vocês, a verdade é que ninguém fica indiferente à sua presença. Outro entre os mais famosos é o Kikas, um mercador viajado, perito na arte de negociar, que costuma levar consigo o último grito da moda africana, para tentar vender às bandas que tocam na piscina, normalmente com sucesso — vejam aqui o que vestem os The Glockenwise.

Apesar do que foi escrito até agora, se acham que é tudo um mar de rosas na piscina do Milhões, desenganem-se: o topless é ainda proibido, uma medida repressiva e uma verdadeira facada no que toca à igualdade de direitos entre ambos os sexos, que deu origem a um movimento de gente corajosa que luta afincadamente pela “despenalização da exposição da parte superior do corpo feminino na piscina municipal de Barcelos”. Que os vossos copos nunca sequem, bravos guerreiros, na caminhada para a vitória!

Ah, com um bocado de sorte até apanham como brinde uma reencenação da participação da Carolina Torres no Splash! Vamos acreditar.

Tagged:
vice
festivais
MDF
Palcos
Piscina
ilustração
antonio silva
Toni2
Portugal Portugal
Barcelos
Eduardo Santos
Nuno Ferreira
Ilhões
MdF2013
Palco Piscina
Take-over
Homem de Branco