Publicidade
Cultura

Em 2014, o Facebook pagou menos impostos ao Reino Unido que um trabalhador britânico médio

35,4 milhões de libras em bonificações contra 4.327 de libras em impostos.

Por Sally Hayden
14 Outubro 2015, 9:45am

Imagem de Peter Da Silva/EPA.

Segue-nos no Facebook para descobrir as histórias que mais ninguém conta.

Enquanto os empregados do Facebook no Reino Unido cobraram em média 210.000 libras (281.499 euros) em 2014, entre salário e bonificações, a empresa pagou apenas 4.327 libras (5.799 euros) de IRC durante o mesmo período.

Isto significa que o Facebook pagou menos impostos em 2014 que o trabalhador médio britânico, que pagou 4.985 libras (6713 euros) de IRS.

O gigante da internet distribuiu, no ano passado, 35,4 milhões de libras (47.452.824 de euros) em bonificações por entre os seus 362 empregados do Reino Unido, o que contribuiu a criar uma "perda" de 28,5 milhões de libras (38.209.187 euros), e permitiu à empresa reduzir a sua factura fiscal britânica, segundo o The Guardian.

Markus Meinzer, analista sénior da Rede de Justiça Fiscal, diz: "Este tipo de estruturas são sempre defendidas pelos advogados corporativos, que as consideram totalmente legais".

Meinzer destaca que as recentes mudanças da lei britânica, em particular o imposto sobre os benefícios desviados, o "imposto Google", deve actuar para "evitar que as multinacionais adoptem uma dinâmica de evasão fiscal demasiado agressiva", mas está claro que actualmente não funciona.

Meinzer também explica que a legalidade das acções do Facebook "deveriam ser objecto de revisão por uma auditoria fiscal" e só depois deste procedimento poderiamos saber se a empresa de Zuckerberg é ou não legal.

John O'Connell, director da Aliança dos Contribuintes, disse à BBC: "Os contribuintes estarão justificadamente confundidos e chateados com este projecto de lei de impostos, mas o Facebook tem razão quando diz que cumpre a legislação do Reino Unido, o que demonstra que o problema radica no nosso código tributário complexo, e é isso que os políticos devem abordar com carácter de urgência."

"Temos que assegurar-nos que as lacunas legais sejam fáceis de eliminar no que diz respeito aos impostos, e que os impostos baixos sirvam para aumentar a nossa competitividade, para que as empresas optem por ter as suas bases aqui".

"O problema é o espírito da lei contra a letra da lei", disse o deputado conservador Mark Garnier, membro do Comité Selecto do Tesouro do Parlamento. "Ao fim e ao cabo a evasão fiscal é ilegal , quando existe deliberadamente a intenção de não pagar impostos e esconder o dinheiro".

Segue a Sally Hayden no Twitter: @sallyhayd

Tagged:
Facebook
Internet
Reino Unido
Vice Blog
impostos
evasão fiscal