Orações e Cordões da Polícia: Fotos da Parada do Orgulho Gay na Sérvia

FYI.

This story is over 5 years old.

Fotos

Orações e Cordões da Polícia: Fotos da Parada do Orgulho Gay na Sérvia

A parada gay aconteceu sem violência, mas os homossexuais sérvios vivem com medo de ataques e opressão todos os dias.
21 September 2015, 9:30pm

Todas as fotos por Lazarus Marinkovic.

Ontem a Sérvia realizou sua parada do orgulho gay anual, assim como a primeira marcha do orgulho trans. No geral, a atmosfera em Belgrado estava bem mais relaxada que nos anos anteriores, o que parece estranho de se dizer, já que a cidade estava cheia de policiais da tropa de choque, policiais à paisana, veículos blindados, canhões de água e helicópteros.

A parada trans atraiu mais ou menos 100 pessoas mais cedo naquele dia, mas a mídia estima que a parada gay teve um público variando de 500 a 2 mil pessoas. A única coisa com qual as pessoas concordaram é que a comunidade gay sérvia era a menor percentagem dos participantes. A parada estava cheia principalmente de jornalistas, políticos locais e estrangeiros, uma quantidade absurda de policiais à paisana e ativistas de outros países. Os sérvios ficaram em casa.

Por razões de segurança, não era possível chegar a menos de 500 metros da marcha a menos que você usasse uma das entradas oficiais – que basicamente eram postos de controle da polícia – em momentos específicos. Não muito longe da rota da parada, cerca de uma dezena de membros da Igreja Ortodoxa Real Sérvia oravam e gritavam que a "homossexualidade devia ser punida".

Os manifestantes foram mantidos fora do cordão de isolamento, mas depois da marcha tiveram permissão para percorrer parte da rota da parada, para "consagrar e limpar" as ruas, removendo qualquer bandeira de arco-íris que tivesse ficado para trás, e depois declararam vitória.

Segundo a mídia, 54 pessoas – incluindo um torcedor de futebol que já foi preso por tentar enfiar um fogo de artifício na boca de uma policial – foram detidos preventivamente por "planejar ataques à parada".

A polícia conseguiu manter a ordem durante o dia, mas, infelizmente, essa é só uma ilusão de segurança. A parada gay aconteceu sem violência, mas os homossexuais sérvios vivem com medo de ataques e opressão todos os dias.

Tradução: Marina Schnoor

Veja mais fotos abaixo:

Orgulho trans.

Jornalistas lotaram a área.

Ativistas dos direitos gays internacionais.

Orgulho gay.

A ativista local Mira.

Membros da Igreja Ortodoxa Real Sérvia. Foto por Stefan Veselinovic.

Água benta. Foto por Stefan Veselinovi.

A polícia contendo os manifestantes. Foto por Stefan Veselinovic.