Construí um robô sexual que todos podem comprar
Foto por Chris Bethel.
Motherboard

Construí um robô sexual que todos podem comprar

Ainda não refleti muito sobre o impacto mundial disso, mas agora já foi.
4.9.17

Somos uma espécie triste, né? Uma espécie triste cuja existência se tornou um castelo de cartas construído sob síndrome do túnel de carpo, esperas no ponto de ônibus e hambúrguer de micro-ondas. E nem isso a gente realmente curte. A única hora em que não estamos distraídos ou miseráveis é quando estamos transando. E parece que estamos transando cada vez menos e fazendo o pior sexo da história. A gente podia muito bem desistir; deixar a humanidade cair num lamaçal de monotonia, deprê e impotência.

Publicidade

Mas segundo as notícias, ainda resta uma esperança no horizonte, um messias para a humanidade, emergindo das praias de Hong Kong. E só existe um termo para ele: robô sexual.

Depois de uma vida embelezando uma mistura de robôs e formas femininas, Ricky Ma Wai-Key completou seu sonho. Mark I é um esqueleto 3D – que lembra a Scarlett Johansson – coberto de pele de silicone, responsivo a elogios e comandos, capaz de mover os membros e completo com as especificidades da anatomia íntima feminina.

Ele está convencido de que robôs como esse podem nos salvar das armadilhas da solidão, depressão e estagnação que amaldiçoam os millennials. E ele tem tanta certeza disso que está publicando um manual para te ajudar a construir seu próprio Mark I.

E eu acho que Ricky está mais que certo. Essa pode ser a invenção mais importante do nosso tempo – uma criação que pode moldar a própria Terra. Mas Ricky, vou ter que dizer você ainda não chegou lá. Elon Musk não vai te dar um cheque em branco amanhã, e por algumas razões bastante óbvias.

Número um: esse robô foi feito à sua imagem e semelhança, né, Ricky? Nem todo mundo é um homem hétero que assistiu Os Vingadores 43 vezes em silêncio.

Número dois: considerando que a maioria dos humanos vive hoje numa era de austeridades, pagando a hipoteca ou aluguel, tendo que se alimentar e com famílias que torram toda a sua grana, você acha que todo mundo pode pagar quase 50 mil dólares nessa brincadeira? Não. Se você quer mudar o mundo com um robô sexual, ele tem que atender também ao povão.

Publicidade

Desculpa, Rick, mas o Mark I simplesmente não faz isso. É difícil pra mim dizer, mas sua invenção é idiota e eu posso fazer melhor num dia. Mundo, prepare-se para Mark II: Oobah style.

PASSO UM: PESQUISA

Um robô sexual, claro, precisa fornecer satisfação sexual, mas sendo alguém que finge que sabe o que são contas anais há anos, vou precisar de alguma ajuda nisso. Então me libertei das correntes pudicas da minha criação católica e rumei para a capital do sexo de Londres, Soho, para conversar com um especialista totalmente qualificado, o Dan.

"Qual a coisa mais importante num brinquedo erótico, Dan?", perguntei.

"As pessoas precisam se sentir no controle, elas precisam se sentir estáveis. E acho que um brinquedo erótico precisa atingir todos os pontos importantes. Ele nem precisa vibrar – o ponto g masculino, a próstata, os mamilos – tanto faz. Depende do que a pessoa gosta."

"Quais são os mais vendidos?"

"Eu diria aqueles que vibram. Mas temos réplicas de consolos de atores pornôs que vendem bem – não é a forma do pênis que as pessoas querem aqui, é a ideia de estar com alguém com quem elas se identificam."

"Interessantes. E acho que a pergunta principal aqui seria: Se você pudesse construir um brinquedo erótico, uma criatura mítica que representassem algo saído dos seus sonhos mais selvagens, o que seria?

"Sou uma pessoa muito visual. Adoro a ideia de um headset de realidade virtual que incorpore pornô e brinquedos masturbatórios. Mas em princípio, acho que seria a combinação de algo visual e mentalmente estimulante com sensações da vida real. Ele precisaria ser imprevisível e tirar as pessoas da zona de conforto."

Publicidade

Concordo com a cabeça e olho para o horizonte. Dan acaba perguntando as especificidades da minha missão: uma informação secreta que simplesmente não posso divulgar. Mesmo assim, ele pressente que estou envolvido em algo importante e me implora para analisar seu estoque. E foi o que fiz.

Saindo desse tête-à-tête, minha mente estava transbordando de ideias. Claro, tem mais coisas num parceiro perfeito que só bunda, peito e pau. Mas é difícil apontar exatamente o quê. Caminho pelas ruas do Soho me perguntando essa questão, mas todo mundo com quem falo parece estar tão no escuro quanto eu. Uma mulher me diz que só quer encontrar alguém que tenha uma faísca, mas isso me parece perigoso e indo contra as regulamentações da União Europeia.

Acabei topando com um casal que transpirava a chama inconfundível do amor. Eles não queriam ser fotografados, mas me convidaram para tomar uma taça de vinho sob o sol. Esse maravilhoso casal jordaniano de 17 anos, viajando para comemorar alguma notícia pessoal eufórica, trocava alegremente os detalhes sobre o que amavam um no outro. "Gosto de uma figura forte", "Quero alguém com quem eu possa rir", "alguma coisa tem que clicar", "meu parceiro perfeito não leva desaforo pra casa mas também não dá a mínima" – resolvi fazer uma listinha.

Com a atração sexual e emocional meio que desvendada, agora eu só precisava lidar com o grande problema: a aparência. Ninguém sabe melhor como tornar alguém artificialmente bonito com plástico que os doutores da Harley Street, então fiz uma visita aos especialistas. Depois de um tempo na sala de espera, sou levado para um consultório onde um médico belisca meus lábios, perguntando se bebo muito, e puxa as minhas olheiras. Sim, minha boca é murcha e eu tenho as órbitas oculares do Andy Serkis, mas não é por isso que estamos aqui. Estamos aqui para saber exatamente o que o público geral deseja.

"Quais os procedimentos mais comuns que as pessoas pedem quando veem aqui?", pergunto enquanto ele levanta meu braço.

"Bom, depende. O processo mais comum para os jovens seria implante de silicone, provavelmente seguido por rinoplastia. Com a geração mais velha a questão principal é a pele, eles querem algo que pareça o mais natural possível."

Publicidade

"Qual o objetivo aí então?"

"Eles querem parecer novos, vivos: vitalizados."

"Claro! Entendo agora. Muito obrigado."

PASSO DOIS: CONCEPÇÃO

Aprendi mais sobre espécimes ideais em três horas do que nos meus 25 anos de vida. Mas chega de conversa: agora é hora da ação. Me parecia que amor, beleza e prazer sexual não precisavam custar uma fortuna. Eu não ia gastar $50 mil no meu robô. Meu objetivo é fazer esse projeto com R$50. Então, com a cabeça cheia de sonhos, uma receita para o sucesso e meu cérebro científico, corri para onde todos os sonhos (de baixo orçamento) são feitos: os supermercados e casas de bricolagem de Londres.

Tem tanta coisa aqui. Cada corredor brilha com um reino narniano de possibilidades: poderia um regador distribuir álcool gel uniformemente? Um conjunto de cordas conseguiriam suportar o peso de um corpo humano médio? As pessoas se sentem atraídas pelo reflexo no espelho? Chiclete dá a mesma sensação de um cu?

Estou começando a perder o foco – cada objeto se transforma num pinto e olha dentro da minha alma – mas tenho que manter os olhos no prêmio. Resisto à tempestade e logo meu carrinho está cheio, a coleção completa. Agora, devo voltar para a minha oficina, porque apesar do senhor feito o homem em seis dias, eu faria o mesmo em apenas uma hora ou duas.

PASSO TRÊS: CRIAÇÃO

Depois de uma tarde, estava pronto. Lá estava minha obra-prima, tão simples e impressionante quanto o próprio sol. Meu sangue pulsa de membro para membro e meu coração parece que está batendo pela primeira vez. Lágrimas banham meu semblante. É tudo com que sonhei e mais.

Se prepare para ter a vida virada de cabeça para baixo. A humanidade nunca mais será a mesma. Chega de pés na bunda. Chega de frustração. Chega de tentar mudar um homem que nunca vai mudar. Te apresento o futuro do romance. Te apresento o primeiro e único…

OOBOT!

Você está sozinho em casa, ansiando por atenção, mas se sentindo esgotado depois de um longo dia de trabalho? Sonhando com carinho mas sem a energia para fazer a conexão necessária? Torne seu sonho realidade hoje com o Oobot. Esqueça o Tinder e o Happn, o Oobot é tudo que você precisa. Ele vem completo com todas as partes essenciais da anatomia masculina e feminina, e não leva desaforo para casa ou dá a mínima para o que os outros pensam!

Você precisa de uma mão? Fique seguro com o toque sensual de couro do Oobot e sua pegada firme. É só puxar os freio e o Oobot aguenta qualquer investida. Essa conexão pode ir fundo e a estrutura de melancia do Oobot faz cada toque parecer o primeiro.

E todo mundo já teve primeiros encontros suficientes pra saber que senso de humor e fundamental, mas o Oobot também é bem-dotado nesse departamento.

Mas o Oobot não é só sobre curtir sozinho. Coloque sua melhor roupa de domingo e leve o Oobot para passear, desfrutando de seu prático sistema de transporte.

Seja visitando os parques mais lindos de Londres ou simplesmente curtindo um dia no Centro de Vida Marinha, você pode fazer tudo que sempre sonhou em fazer com seu parceiro perfeito, e nos seus próprios termos.

Sinta-se tranquilo em prestigiar os melhores restaurantes do mundo, mas não se você é do tipo ciumento. Toda alma, seja homem ou mulher, não vai conseguir tirar os olhos do seu Oobot.

Na verdade, alguns funcionários podem ficar tão impressionados que vão dizer que o Oobot é muita distração para seu estabelecimento – tão lindo e tão cheio de presença que vai fazer o restaurante deles perder a graça. Mas é melhor se acostumar: você está na primeira divisão agora. Você entrou para outro léxico da humanidade: você tem o Oobot.

Encomende seu Oobot em tempo para o Natal. Embalagens para presente já disponíveis.

@Oobahs

Leia mais matérias de ciência e tecnologia no canal MOTHERBOARD.
Siga o Motherboard Brasil no Facebook e no Twitter.
Siga a VICE Brasil no Facebook , Twitter e Instagram .