Noticias

Boletim Matutino da VICE

Tudo o que você precisa saber sobre o mundo esta manhã com curadoria da VICE.
Divulgação / IADC

Eleições

Vice de Bolsonaro defende nova Constituição que não seja feita por ‘eleitos pelo povo’

O general Hamilton Mourão (PRTB), candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), defendeu uma nova Constituição "mais enxuta" para o Brasil durante uma palestra no Instituto de Engenharia do Paraná, em Curitiba, nesta quinta-feira (13). Ele afirmou que, para isso, não seria necessário convocar uma nova constituinte, que a Constituição poderia ser elaborada por um conselho de notáveis escolhido pelo presidente. “Não precisa de Constituinte Fazemos um conselho de notáveis e depois submetemos a plebiscito. Uma constituição não precisa ser feita por eleitos pelo povo”, afirmou, dizendo ser essa sua opinião e não a de Bolsonaro ou da chapa da qual ele faz parte. – Paraná Portal

Publicidade

Brasil

Governo acaba com obrigatoriedade de espaços de educação e trabalho em presídio

O Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária do Ministério da Justiça e Segurança Pública alterou a resolução nº 9, de 2011, que estabelecia regras para a elaboração de projetos, construção, reforma e ampliação de unidades penais no Brasil. Entre outras mudanças, isso acaba com a obrigatoriedade de criação de espaços de educação e trabalho em presídios. Com a mudança, perdem validade exigências previstas no texto anterior como a de proporcionalidade do número de salas de aulas e outros equipamentos, como áreas para trabalho e locais para tratamento de saúde, ao número de presos de cada unidade. Além disso, não será mais necessária a aprovação de pré-projeto pela prefeitura, Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros para dar início à construção de novas unidades. – UOL

Mundo

Presidente do Uruguai prende comandante do exército por emitir opinião política

O comandante do Exército do Uruguai, Guido Manini Ríos, ficará preso por 30 dias por emitir opinião sobre um projeto de lei do governo. Segundo o jornal "El Pais", ele criticou a reforma do sistema de aposentadoria militar e considerou que o ministro do Trabalho, Ernesto Murro, não estava bem informado sobre seus efeitos. O presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, comentou a decisão durante entrevista coletiva na quarta-feira (12): "A decisão de detenção por 30 dias do comandante em chefe do Exército, general Guido Manini Ríos, foi tomada por múltiplas situações que mereceram na época advertências, que contrariam regulações e artigos constitucionais". – G1

Publicidade

Congresso chileno aprova lei que permite mudança de gênero para maiores de 14 anos

O Congresso chileno sancionou nesta quarta-feira (12) a Lei da Identidade de Gênero que permite a mudança de nome e sexo para os maiores de 14 anos, acabando com uma batalha legislativa de cinco anos entre a comunidade LGBTI e os conservadores. A lei, considerada um marco pelos movimentos sociais, foi aprovada pela Câmara dos Deputados por 95 votos a favor e 46 contra, um resultado mais folgado do que o esperado, ao fim de um acalorado debate no Parlamento de Valparaíso. No início de setembro, o documento já havia recebido a autorização do Senado. Quando entrar em vigor, os maiores de 18 anos poderão mudar de nome e sexo com um procedimento simples no Registro Civil, e os casados em um tribunal de família. – UOL

França prende seis ativistas veganos por ataques a açougues

Seis pessoas foram detidas no norte da França nesta semana após uma série de ataques realizados por ativistas dos direitos dos animais contra lojas e restaurantes que vendem carne, peixe e outros produtos de origem animal, informaram autoridades francesas nesta quarta-feira (12). Entre maio e agosto, ao menos nove estabelecimentos na cidade de Lille e arredores, incluindo uma loja de queijos e um McDonald's, foram vandalizados, tiveram suas janelas quebradas ou suas paredes pintadas com mensagens contrárias ao consumo de carne. Em junho, açougueiros franceses chegaram a pedir proteção policial ao governo diante dos ataques, afirmando que sua segurança estava ameaçada e acusando vegetarianos e veganos de tentarem ditar seu estilo de vida livre de carne a toda a sociedade francesa. – DW

Publicidade

Garoto britânico consegue na Justiça direito de usar dreadlocks na escola

Um garoto de 12 anos que foi suspenso de uma escola em Londres por usar dreadlocks conseguiu o direito de usar o cabelo como quiser. Em setembro do ano passado, em seu primeiro dia de aula, o britânico Chikayzea Flanders recebeu uma ordem da escola Fulham Boys School para que cortasse o cabelo se não quisesse receber uma suspensão. Sua mãe, Tuesday Flanders, entrou na Justiça contra a medida, argumentando que a exigência era um ataque à sua religião rastafári. Quase um ano depois, a família e a escola agora chegaram a um acordo. Chikayzea vai poder voltar, desde que "seus dreadlocks sejam mantidos presos para que não toquem o topo de seu colarinho ou cobertos com um tecido de cor definida pela escola". Após o acordo, a Justiça ordenou que a escola pague uma indenização à Chikayzea e sua mãe e cubra os gastos com o processo. – BBC

E mais

Fãs são expulsos de show de Dua Lipa na China por estarem com bandeira LGBT

Fãs foram expulsos do show de Dua Lipa em Xangai, na China, por estarem com bandeira arco-íris do movimento LGBT. A apresentação aconteceu naestaquarta-feira (12). Na China, a união entre pessoas do mesmo sexo não é permitida e a homossexualidade não é um tema discutido abertamente. Vídeos postados nas redes mostram o momento da ação dos seguranças - que nada tiveram a ver com a vontade da cantora e sua equipe. " Eu vou ficar ao lado de vocês por seu amor e por suas crenças e estou orgulhosa e agradecida por vocês terem se sentido seguros o suficiente para mostrar seu orgulho em meu show. O que vocês fizeram exige muita coragem", escreveu Dua Lipa no Instagram. – Jovem Pan