Politică

Comoção após atentado contra Bolsonaro reflete na nova pesquisa Ibope

Deputado federal cresce na intenção de votos e tira desvantagem grande no segundo turno - pesquisa foi realizada entre 8 e 10 de setembro.
Agência Brasil

Saiu na noite desta terça-feira (11) o resultado de uma nova pesquisa Ibope para a corrida presidencial de 2018. Realizada entre os dias 8 e 10 de setembro, no auge da comoção em torno da facada em Jair Bolsonaro (PSL), a pesquisa é uma ótima notícia para o deputado federal, que saltou de 22% para 26% nas intenções de voto. Ciro Gomes (PDT) oscilou um ponto para baixo mas se isolou na segunda colocação com 11%. Embolados no terceiro lugar estão Marina Silva (Rede), que caiu de 12% para 9%, Geraldo Alckmin (PSDB), que se manteve também com 9% e Fernando Haddad (PT), que subiu de 6% para 8%.

Publicidade

Exceto no caso de Haddad, com 22%, a rejeição de todos os candidatos na liderança da disputa caíram: Bolsonaro passou de 44% para 41%, Marina de 26% para 24%, Alckmin de 22% para 19% e Ciro de 20% para 17%.

Nas simulações de segundo turno é que o bicho começou a pegar, com Bolsonaro diminuindo consideravelmente as diferenças anteriores. Ciro, que ganhava de Bolsonaro de 44% contra 33%, passou de 40% a 37%. Alckmin vencia de 41% a 32%, mas agora está em empate técnico, de 38% contra 37%. Marina caiu de 43% a 33% para um empate com ambos os candidatos com 38%, e Haddad, que já perdia num empate técnico de 36% a 37%, agora apanha feio de 36% a 40%.

A pesquisa apresenta um flagrante contraste com a do Datafolha, realizada e divulgada na segunda-feira (10) - uma das hipóteses é que o Ibope captou um clima ainda "quente" após o atentado contra Bolsonaro, que pode ter esfriado na segunda.

A pesquisa Ibope Inteligência foi realizada entre os dias 8 e 10 de setembro, ouviu 2.002 eleitores, tem margem de erro de 2%,, nível de confiança de 95% e está registrada no TSe sob o número BR-05221/2018.



Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.