Games

'Packets, Please' é um simulador da internet depois do fim da neutralidade de rede

O jogo começa com você desacelerando YouTubers, termina com você silenciando discurso político.
'Packets, Please'. Imagem: Reprodução.

Matéria originalmente publicada no Waypoint.

É meu primeiro dia de trabalho na CosmoCast, uma empresa de internet cuja missão é "transmissão superior”. É um saco. Sento na frente de uma tela o dia inteiro decidindo quem tem um bom dia online. Tenho três botões: acelerar, desacelerar e desconectar, e só tenho alguns segundos para decidir o que fazer com cada usuário. O presidente americano está falando com sua base? Melhor acelerar a conexão dele. Um cliente fiel está usando um serviço de streaming que a CosmoCast não gosta? Desacelerar. Dissidentes se organizando na América do Sul? Desconectar.

Publicidade

Esse é Packets, Please: A Post-Net-Neutrality Simulator, um videogame que retrata uma realidade alternativa distópica onde a neutralidade da internet morreu e fornecedores de internet abusam do poder. Parece familiar? O jogador controla um ratinho de desenho trabalhando para a CosmoCast, seu trabalho é decidir a velocidade de conexão dos vários usuários.

Há uma lista de regras — acelerar novos usuários, sufocar usuários que ultrapassaram seu limite de banda larga — e um fluxo constante de informação que muda essas regras. No começo as regras são fáceis, mas conforme o jogo progride, as regras ficam mais complicadas e estranhas. É parecido com Papers, Please, um jogo onde você trabalha como guarda na fronteira num regime autoritário do século 20.

Como Papers, Please, Packets, Please joga informação tão rápido na sua cara que você mal tem tempo de processá-la. Quanto mais jogava, mais pressão e stress me impediam de prestar muita atenção no que o fornecedor de internet estava fazendo. Logo passei de negar acesso para pessoas a sites de streaming para cortar alguém tentando se conectar da América do Sul por problemas políticos no continente. Eu só estava tentando seguir em frente, manter a cabeça baixa e ganhar a vida. Eu não estava pensando no que a internet significa para ativistas políticos em países a um mundo de distância. E esse é o objetivo.

Packets, Please foi feito por uma equipe de seis pessoas que criou o jogo em 48 horas para a Global Game Jam 2018. Todo ano, a Global Game Jam reúne desenvolvedores do mundo inteiro e dá a eles um tema, o de 2018 foi “transmissão”, e solta o pessoal pra bolar um jogo baseado no tema. Packets, Please é um desses jogos.

Jogue Packets, Please online ou baixe o jogo aqui.

Siga a VICE Brasil no Facebook, Twitter e Instagram.