Cultura

Um dia na vida das crianças de um circo francês

A fotógrafa Sophie Rodriguez passou um dia com a família Ritz para perceber como é que, hoje em dia, se mantêm vivas as tradições da arte circense.

Por Sophie Rodriguez; Traduzido por Madalena Maltez
23 Julho 2019, 1:55pm

Depois de uma hora e meia de espectáculo, Dany agradece ao público por ter vindo. Todas as fotos por Sophie Rodriguez.

Este artigo foi originalmente publicado na VICE França.

No circo da família Ritz, as crianças - cujos nomes soam distintivamente norte-americanos - mandam no espectáculo. Os primos Rocky, Chayan, Tennessee, Kellen e Dany têm entre três e 14 anos. Nasceram no circo e não têm planos de deixar a vida nómada em que foram criados.

A caravana viaja pelos subúrbios de Paris no Inverno e pelo sul de França no Verão. Isto não é o Cirque du Soleil, relembra-nos constantemente o seu avô Armand. Para ele, o circo é, antes de tudo o resto, sobre "palhaços e os animais". Em frente a uma audiência de 30 pessoas, por vezes menos, quase todos os dias, as crianças Ritz apresentam números de equilíbrio, de palhaços e de hipismo.

Mas, antes de montarem a tenda, é preciso encontrar o sítio certo. O que nem sempre é fácil. A família queixa-se de passar mais tempo à procura de sítio do que a praticar ou a realizar os próprios espectáculos. Isso deve-se ao facto de os municípios serem cada vez mais resistentes a deixar estes pequenos circos se instalarem, principalmente por causa da pressão dos grupos que lutam pelos direitos dos animais, que protestam várias vezes contra os espetáculos.

1557157866656-Sophie-Rodriguez-Cirque-2
Os dois rapazes mais velhos da família – Rocky, 10 e Chayan, 14 – riem-se depois de terem recebido uma gorjeta de uma pessoa na audiência.

Para as crianças, é difícil perceber porque é que as pessoas se opõem ao seu estilo de vida, visto que nunca conheceram mais nada. Ainda assim, Dany, de oito anos de idade, começa a perceber que a vida de circo não é só festa e já pensa no que poderá vir a querer fazer em vez disto. De momento, está indeciso entre toureiro ou construtor.

Se correr tudo como planeado, as crianças ficarão com o negócio, herdando os segredos que têm vindo a ser passados de geração em geração. A fotógrafa Sophie Rodriguez passou um dia com a família Ritz na cidade de Savigny-sur-Orge, 30 quilómetros a sul de Paris, para perceber melhor alguns desses segredos e descobrir como é ser criança no circo nos dias que correm.

Abaixo podes ver as fotografias de Sophie Rodriguez ao circo da família Ritz, que recentemente lhe valeram o prémio Paris Match Prix Spécial.

1563189775280-circus-cove
O circo da família Ritz.
1557157883426-Sophie-Rodriguez-Cirque-3
Chayan e Rocky montam um espaço para os camelos.
1557157899780-Sophie-Rodriguez-Cirque-4
As crianças posam com o seu avô, Armand, 65 anos.
1557157915619-Sophie-Rodriguez-Cirque-5
Apesar da pressão dos grupos de defesa dos animais, a família Ritz não consegue conceber o circo sem animais.
1557157930591-Sophie-Rodriguez-Cirque-6
Tennessee, 3, Dany, 8, e Kellen, 5.
1557157951303-Sophie-Rodriguez-Cirque-7
Chayan e Rocky praticam malabarismo.
1557157984801-Sophie-Rodriguez-Cirque-9
Com 14 anos, Chayan é o mais velho das crianças Ritz. Trabalha em todo tipo de coisas: guia camiões, faz projectos de bricolage, toma conta dos animais e actua no espectáculo.
1557157996056-Sophie-Rodriguez-Cirque-10
Com 8 anos, Dany (à direita) tem consciência de que o circo está em perigo. Se tiver de mudar de área, quer ser toureiro ou construtor.
1557158011588-Sophie-Rodriguez-Cirque-11
Está prestes a chover, por isso Chayan tenta colocar Surprise, um dos camelos do circo, num recinto fechado.
1557158027193-Sophie-Rodriguez-Cirque-12
Rocky treina a sua actuação minutos antes do evento.
1557158045718-Sophie-Rodriguez-Cirque-13
Pai e filho num número de equilíbrio.
1557158087640-Sophie-Rodriguez-Cirque-15
A tenda deixa uma marca no chão durante cerca de duas semanas. Dois dias depois do último espectáculo, o circo ainda não sabe qual será o próximo destino.

Segue a VICE Portugal no Facebook, no Twitter e no Instagram.

Vê mais vídeos, documentários e reportagens em VICE VÍDEO.