Ex-hacker da NSA cria ferramenta para alertar sobre espionagem na sua webcam
Crédito: Quinn Dombrowski/Flickr

FYI.

This story is over 5 years old.

Ex-hacker da NSA cria ferramenta para alertar sobre espionagem na sua webcam

Mais eficaz do que uma fita adesiva.

Você cobre sua webcam com fita adesiva?

Houve uma época em que as únicas pessoas que faziam isso eram hackers paranoicos ou pesquisadores de segurança neuroticões. Mas quando Mark Zuckerberg postou uma foto no seu Facebook este ano em que aparecia cobrindo sua webcam (e o microfone!), acabou estimulando uma série de artigos sobre porque, talvez, você devesse cobrir a sua também.

E, sim, você deveria. Mas o que acontece quando você precisa da sua webcam e microfone para falar com alguém em uma viagem distante, com colegas durante uma teleconferência ou talvez com uma fonte confidencial? Seria a oportunidade para um software espião inteligentemente projetado capturar suas conversas sem que você soubesse, não?

Publicidade

Pensando nisso, um ex-hacker da NSA está lançando uma ferramenta gratuita para Mac que monitora seu computador e alerta quando qualquer aplicativo, mesmo os legítimos como Skype ou Facetime, estão acessando sua webcam e microfone.

"Quero saber quem e o que está usando minha webcam", disse Patrick Wardle, ex-funcionário da NSA que agora é diretor de pesquisa da empresa de segurança Synack, ao Motherboard.

Wardle, que tem uma quedinha por descobrir novas maneiras de burlar medidas de segurança em aparelhos da Apple, comenta que nem toda fita do mundo pode te proteger de certas coisas. Em algum momento você precisará usar seu computador para ter conversas importantes por áudio e vídeo.

Conversas privadas importantes, sejam com amigos, familiares, parceiros de negócios ou fontes confidenciais também são aquelas que provavelmente chamariam mais atenção de quem está de olho em você. "Este é o tipo de coisa que alguém mal-intencionado gostaria de gravar porque, de resto, estou na minha mesa fazendo carinho no meu cachorro", disse Wardle, jocosamente.

"Quero saber quem e o que está usando minha webcam."

Felizmente, Macs contam com uma luz de LED verde que avisa quando sua câmera está ligada, o que facilita determinar se está ligada sem motivo aparente (não há qualquer alerta visual para o microfone, porém). No passado, pesquisadores descobriram formas de desativar o LED ao ligar a webcam clandestinamente e, em um caso, uma escola até mesmo usou webcams em Macs para espiar seus alunos.

Publicidade

Obviamente, quando você está ali usando o Facetime, é esperado que câmera e microfone se liguem – junto do LED verde. Mas Wardle argumenta que se outro aplicativo, digamos, um spyware, for ativado logo após isso, o usuário não terá como saber se está sendo vigiado. (A Apple não quis comentar o assunto.)

O que a ferramenta desenvolvida por Wardle faz é monitorar o uso da webcam e microfone de forma a detectar quando um aplicativo tenta acessá-los e, assim, notifica o usuário que poderá decidir se deixará os aparelhos ligados ou os bloqueará. Se há algum malware em seu notebook criado para se ativar só quando você liga sua câmera e microfone, o programa, chamado Oversight, emitirá dois alertas diferentes, um para quando o FaceTime, Skype ou qualquer software similar for ativado e outro para malware em geral.

Não há provas de que qualquer malware para Mac encontrado por aí seja criado para pegar carona no uso legítimo de webcams e microfones, mas Wardle, que criou um malware para testar sua ferramenta, queria dar aos usuários de Mac uma forma de se proteger caso isso aconteça.

Malwares no Mac são relativamente raros, mas caso alguém invada seu computador e queira espiar você, agora você tem como pegá-lo. Ou ao menos frustrá-lo.

Tradução: Thiago "Índio" Silva