FYI.

This story is over 5 years old.

Outros

Chupar xoxota pode ser bom para a saúde?

Sua vagina está cheia dos mesmos probióticos que você encontra em todos aqueles produtos saudáveis, do iogurte à kombucha. Ou seja, fora shakes de whey! O lance é cair de boca diariamente.
18.4.16

Foto via usuário do Flickr Adamknits.

A essa altura você já deve saber que sua vagina é o lar de bilhões de bactérias. O termo oficial para esse ecossistema genital é microbioma vaginal, mas eu gosto de pensar nele como minha Pussy Posse. Só que ao invés de massagear o ego do Leonardo DiCaprio, o microbioma vaginal evita que bactérias ruins se proliferem e tomem conta da sua xoxota. Setenta por cento das vaginas são dominadas por uma espécie de lactobacilo, que produz ácido lático e mantém o pH em 4,5 lá embaixo.

Sabe onde mais você encontra lactobacilos? No seu intestino. Suas bactérias intestinais são conhecidas como probióticos. Essa flora pode afetar tudo — da digestão a alergias, de eczema a Alzheimer — e quanto mais pesquisas mostravam a importância das bactérias do estômago, o mercado se enchia de itens que supostamente ajudam a regular sua mata atlântica intestinal. Probióticos são adicionados a alimentos como iogurte, mas também a coisas nada a ver como xampu e creme de depilação.

Publicidade

Mas não consigo deixar de pensar que estamos perdendo um life hack básico aqui. Se a vagina é cheia de bactérias boas, e as pessoas querem comer o máximo disso possível, por que não apenas chupar boceta?

"Acho que seria possível, mas muito improvável", disse a Dra. Helena Mendes-Soares da Mayo Clinic. "Não conheço nenhum estudo que tenha abordado essa questão." Não consigo imaginar o porquê.

Para ser um probiótico útil, o fluído vaginal tem que conter bactérias suficientes para ter um efeito, definido no Canadá e Itália como um bilhão de unidades formadoras de colônia (UFCs) por porção. Além disso, a bactéria tem que viajar de maneira segura até o intestino grosso (onde bactérias benéficas habitam) sem ser destruída pelo ácido do estômago.

LEIA MAIS: Homens explicam detalhadamente porque não chupam xoxota

Quantas bactérias você encontra numa porção de boceta? E o que constitui uma porção? Segundo a Dra. Mendes-Soares, há de 100 mil a 100 milhões de lactobacilos por grama de fluído vaginal. Então, para uma sentada na cara ter propriedades probióticas, quem fica embaixo tem que engolir entre dez e 10 mil gramas (10 quilos) de fluído vaginal. E só uma dessas coisas me parece possível.

Vamos considerar que você tem uma flora microbial verdejante, e que seu parceiro ou parceira só precise engolir dez gramas dela. Como ter certeza que essas dez gramas cheguem ao intestino grosso intactas? Um estudo de 2005 mostrou que a presença de glucose no suco gástrico ajuda a proteger os lactobacilos em sua jornada até o trato intestinal. Fluído vaginal não é muito conhecido por seu conteúdo de glucose. Mas comer alguma coisa logo depois de uma sessão de oral pode proporcionar os açúcares necessários no suco gástrico. Lactobacilos já são naturalmente resistentes a ácidos, e podem ir da boca até o intestino mesmo sem ajuda da glucose.

LEIA MAIS: Guia VICE para chupar xoxota

Um problema de conseguir probióticos direto da natureza é a questão da contaminação. Chupar alguém "pode transmitir outros membros da flora vaginal", diz Mendes-Soares, "tanto benignos como prejudiciais". Significando que a pessoa pode pegar bactérias ruins além dos lactobacilos. Também há a ameaça já conhecida das DSTs.

Para algumas pessoas, a parte problemática da expressão "boceta probiótica" é a parte probiótica. Numa postagem de blog de 2009, o médico infectologista e podcaster Mark Crislip se mostrou altamente cético com toda a indústria probiótica. Uma das principais reclamações dele era que as espécies de lactobacilos e de bifidobacterium encontradas nos probióticos não são necessariamente das mesmas espécies que existem no corpo humano. Pensando assim, fluído vaginal é melhor que Activia. Sabemos que esse é o mesmo tipo de bactéria encontrada no corpo humano, porque foi encontrado num corpo humano, der. Você está indo direto na fonte.

Ainda não há um consenso oficial se probióticos são realmente tão úteis quanto a Shakira quer te fazer acreditar. Há várias evidências científicas de que probióticos podem ter efeitos na Síndrome do Intestino Irritável, causar diarreia e outros problemas gastrointestinais. Mas não temos a mesma quantidade de evidências mostrando que tomar probióticos oferece benefícios duradouros para a saúde. Estudos preliminares mostraram que lactobacilos podem ajudar a regular o colesterol. O que é uma notícia e tanto, já que doenças cardíacas são as que mais matam nos EUA. Os resultados são promissores, mas os estudos concluíram que mais pesquisa é necessária (ou seja, não concluíram nada concreto).

Mas em uma coisa pró-probióticos e antiprobióticos concordam: probióticos só ficam no seu sistema se você abastecer seu suprimento regularmente. E como qualquer coisa na sua dieta, boceta só vai gerar benefícios para a sua saúde se você chupar regularmente.

Tradução: Marina Schnoor

Siga a VICE Brasil no_ Facebook, Twitter e _Instagram.